terça-feira, 5 de junho de 2018

Treino x hidratação, porque se preocupar?

(Foto: Divulgação)


Treino e hidratação. Você já parou pra pensar na importância dessa dupla? Beber água é muito mais do que matar a sede, é aumentar rendimento, regular temperatura e lubrificar tendões e articulações. Ou seja, também previne lesões. E mais: sabe quando você sente sede? Então, nessa hora, você já está desidratado! Ou seja, parar o treino para beber água não é perder tempo, pelo contrário, é ganhar saúde. A atleta Fernanda Surian lembra a importância de estar hidratado para ganhar qualidade de vida e performance: “nosso corpo é mais de 70% água e, quando falamos de músculos, esse percentual aumenta. Água é lubrificante de articulações e ajuda na reconstrução celular. Ou seja, essencial”.


“Minha maior preocupação com o assunto era na quantidade que precisamos ingerir de água e na frequência. Comecei a me perguntar se era a mesma para todo mundo e a pesquisa Achei algumas informações importantes”, revela:


  • Tem um número mais personalizado para consumo de água, em média de 30 a 35ml por kg e por dia. Sabia disso?
  • Segundo a Universidade Americana de Medicina do Esporte (ACSM), a perda de 1% de liquido do corpo significa redução de 2% na produção de energia.
  • Se o corpo fica sem lubrificação, aumenta o estresse causado pelo impacto do exercício, claro. Estar hidratado pode evitar dores na coluna e nas articulações, fato.


“Outra coisa que descobri e que foi muito importante: não adianta nada ficar sem beber água e, na hora da sede, secar uma garrafa inteira. Isso é inclusive muito prejudicial”, conta Fernanda. “O ideal é beber água, aos poucos, várias vezes durante o dia, e durante o treino, para manter a hidratação constante. Pode parecer uma informação básica, mas a gente negligencia muito a água, galera! Inclusive, muitas vezes, a sensação de fome pode ser um princípio de desidratação. Então, quem está em uma dieta especial também tem que investir na água aos poucos, para evitar comer fora de hora”!