quarta-feira, 11 de julho de 2018

Nadal na galera, Federer eliminado e torcedores de olho na Copa

(Foto: Reprodução)


As quartas de final masculinas de simples em Wimbledon reservaram fortes emoções e muito tênis. Muuuuuito mesmo, afinal, teve jogo de 4h48 de duração. Destaque, é claro, para o jogaço de duas viradas entre Rafael Nadal, número 1 do mundo, e Juan Martín Del Potro, 4º do ranking, além da incrível eliminação de Roger Federer (2º), que chegou a ter match point para fazer 3 sets a 0, mas levou a virada do sul-africana Kevin Anderson (8º).

Veja o que de melhor aconteceu nesta quarta-feira em Wimbledon:

Quebrou a regra?

Kevin Anderson chamou a atenção de todos neste nono dia de Wimbledon por ter vencido uma partida histórica contra Roger Federer, isso é claro. Porém, o sul-africano também ficou em evidência das lentes das câmeras e de muito burburinho por usar uma proteção preta por baixo de seu short branco. Como se sabe, o torneio é bastante restrito quanto às roupas dos atletas e foi estranho isso ter passado batido pela organização. Os jogadores costumam seguir à risca a regra sob risco de multa.

Virada rara

Aliás, Roger Federer perder um jogo em que liderava por 2 sets a 0 é algo raríssimo de se ver na carreira do suíço. Foram apenas cinco vezes - contando com a desta quarta-feira - que o jogador de 36 anos foi surpreendido desta forma:

E, de forma inédita, Federer perdeu um jogo em que teve match point em Wimbledon.

A primeira vez

No jogo menos badalado do dia, John Isner também marcou seu nome. O norte-americano, que tem uma forte ligação com Wimbledon por ter protagonizado o jogo mais longo da história do tênis em 2010 (11h06min) justamente na grama sagrada de Londres, chegou a uma semifinal de Grand Slam pela primeira vez nesta quarta-feira ao derrotar Milos Raonic por 3 sets a 1, parciais de 6-7(5), 7-6(7), 6-4, 6-3.

E, não dá para destacar, que seu jogo nem foi dos mais longos, durando 2h42. Bem menos que os de Nadal x Del Potro, disputado em 4h48, e Federer x Anderson, que durou 4h14.

Nadal na galera

A partida entre Rafael Nadal e Juan Martín Del Potro, além de longa, foi marcada por muita vontade dos dois jogadores. Em um dos lances, já no quinto set, o espanhol tentou buscar uma bola no fundo da quadra e, na corrida, não conseguiu parar e acabou indo parar na arquibancada. O número 1 do mundo ganhou o carinho do público, que se surpreendeu com o ídolo tão de perto.

Tombaços e abraço

Aliás, o que não faltou foram tombos em quadra. Com a grama já bastante desgastada e um jogo de alta intensidade, Juan Martín Del Potro foi ao chão pelo menos cinco vezes durante o confronto com Rafael Nadal, rendendo belíssimos cliques dos fotógrafos. Até mesmo no ponto final, o argentino escorregou e deixou a qudra aberta para o espanhol decidir.

Mas, bonito mesmo foi o abraço dos dois após o término do confronto, mostrando imenso respeito um pelo outro.

Olho na Copa do Mundo

Depois de "liberar" os torcedores para assistirem os jogos da Copa do Mundo, o dia em Wimbledon também foi recheado de telinhas ligadas na partida da Inglaterra contra a Croácia pela semifinal do Mundial de futebol. Só não foi lá muito pé quente, uma vez que os croatas garantiram vaga na decisão de domingo.

Globo Esporte