sexta-feira, 20 de julho de 2018

Tottenham renova com Son, sul-coreano que pode sair para servir ao exército

(Foto: Reuters)


Peça-chave no esquema de Mauricio Pochettino, o atacante Son Heung-min renovou com o Tottenham até 2023. O novo contrato do sul-coreano, no entanto, pode não durar muito. Caso a Coreia do Sul não conquiste a medalha de ouro nos próximos Jogos Asiáticos, que acontecerão em agosto, Son terá que servir ao exército de seu país por dois anos. Por enquanto, os Spurs mantêm o otimismo e celebraram o acordo com o camisa 7.

A possível saída de Son é motivada por uma lei da Coreia do Sul, que obriga todos os homens nascidos no país a prestarem 21 meses de serviço militar. O jogador, que nunca teve contato com o exército, precisa se apresentar antes de completar 27 anos. Ele tem 26, comemorados no último dia 8 de julho.

Son até teve chance de escapar do serviço militar, com uma medalha nas Olimpíadas ou o título dos Jogos Asiáticos. Se estivesse na campanha sul-coreana nos Jogos de Londres, em 2012, por exemplo, o atacante não precisaria mais servir ao exército. Os compatriotas dele conquistaram o bronze naquela edição, mas o jogador tinha pedido dispensa da equipe. Uma outra chance ainda surgiu em 2014, na última edição dos Jogos Asiáticos, quando a Coreia do Sul se sagrou campeã. Dessa vez, porém, o Bayer Leverkusen, clube que o atacante defendia na época, não cedeu o jogador.

Os Jogos Asiáticos de 2018, então, são a última esperança de Son. Entre agosto e setembro, ele vestirá a camisa da Coreia do Sul e irá em busca do título. Caso os sul-coreanos vençam a competição, o novo contrato com o Tottenham poderá ser cumprido. Mas se isso não acontecer, o atacante fará sua última temporada nos Spurs, precisará voltar ao país de origem em julho de 2019 e poderá paralisar a carreira ou atuar por um dos times administrados pelo exército.

Até agora, com a camisa do Tottenham, Son marcou 47 gols em 140 jogos. Ele está no clube inglês desde 2015. Na última Copa do Mundo, o atacante ficou marcado pelo gol que selou a eliminação da Alemanha na fase de grupos, após a derrota por 2 a 0 para a Coreia do Sul.

Globo Esporte