quarta-feira, 29 de agosto de 2018

Pacaembu tem mais de 60 cadeiras destruídas; secretaria promete cobrar Santos por prejuízos

 (Foto: Leonardo Lourenço)


A Secretaria Municipal de Esportes da cidade de São Paulo vai cobrar do Santos o ressarcimento dos prejuízos causados por torcedores do clube alvinegro durante confusão com a Polícia Militar no Pacaembu, no fim do jogo contra o Independiente, terça-feira.

Em nota divulgada nesta quarta-feira, a secretaria mostrou um levantamento parcial dos incidentes no Pacaembu, que amanheceu ainda com as marcas da noite anterior.

Mais de 60 cadeiras destruídas no setor laranja de arquibancadas;

Alambrados amassados;

Torneiras quebradas nos banheiros;

Banheiros químicos vandalizados;

Gramado com avarias por causa das bombas jogadas pelos torcedores.

Na mesma nota, a secretaria lamentou o incidente, que começou quando santistas atiraram bombas ao gramado – o jogo foi suspenso aos 37 minutos do segundo tempo, e quatro pessoas foram detidas. O Peixe ficou no 0 a 0 com o Independiente e acabou eliminado da Taça Libertadores.

Na madrugada, o site da Conmebol divulgou breve relato e informou que o jogo, paralisado aos 37 minutos do segundo tempo e suspenso aos 42, será submetido a uma análise do Tribunal de Disciplina da entidade. O Santos pode ser punido pela confusão por ter responsabilidade sobre os torcedores no estádio.

Veja abaixo a íntegra da nota da Secretaria de Esportes:

"A Secretaria Municipal de Esportes e Lazer (SEME) lamenta profundamente o que aconteceu na noite de ontem nas arquibancadas do Estádio do Pacaembu durante a realização da partida entre as equipes do Santos e Independiente (ARG) e informa que fez um levantamento parcial sobre as depredações ocorridas na partida válida pela Copa Libertadores da América.

Foram destruídas mais de 60 cadeiras do setor laranja da arquibancada, parte dos alambrados foram amassados, os banheiros tiveram as torneiras quebradas, bem como alguns banheiros químicos, que são locados, foram vandalizados. Também foi constatado que parte do gramado sofreu avarias devido aos artefatos jogados antes da partida ser interrompida. Ainda hoje será feito um levantamento mais apurado, e a contabilidade de todos os prejuízos será enviada à diretoria do Santos Futebol Clube."

Globo Esporte