sexta-feira, 7 de setembro de 2018

Brasil vence com facilidade Camarões e vai à semifinal do Torneio de Montreux

(Foto: Reprodução)


O Brasil entrou em quadra consciente da missão: vencer para chegar à semifinal do Torneio de Montreux, na Suíça. E diante do frágil adversário, não foi difícil alcançar o objetivo. Nesta sexta-feira, a seleção brasileira derrotou Camarões por 3 sets a 0, com parciais de 25/11, 25/15 e 25/13. A central Adenízia foi o destaque da partida, com 11 pontos.

Líder do Grupo B, com sete pontos, o Brasil enfrenta a Itália por uma vaga na final. O jogo será neste sábado, às 13h30 (de Brasília). Rússia e Turquia jogam a outra semifinal. A decisão será no domingo, às 11h (de Brasília).

Dono de sete troféus na competição na Suíça, o Brasil quer evoluir em quadra para ganhar confiança ao Campeonato Mundial. A ponteira Fernanda Garay está de volta à equipe do técnico José Roberto Guimarães, após período sabático. A líbero Suelen e a ponteira Drussyla, recuperadas de lesão, também estão liberadas. A ponteira Natália, depois de um longo tempo ausente por causa de uma tendinite crônica no joelho direito, retornou às quadras durante o torneio. A oposta Tandara e a central Bia não viajaram para Montreux, pois estão em tratamento contra dores nos ombros, mas estarão aptas para o Japão.

O Brasil vai atrás do título mundial, conquista inédita para a seleção. A estreia será no dia 29 de setembro, contra Porto Rico, na cidade de Hamamatsu. A final, dipustada em Yokohama, está marcada para o dia 20 de outubro.

Brasil joga fácil diante de um rival frágil

O técnico Zé Roberto começou a partida com a levantadora Dani Lins, as centrais Adenízia e Thaisa, as ponteiras Gabi e Fernanda Garay, a líbero Suelen e Rosamaria, ponteira de função mas improvisada de oposta. Com um pouco mais de um mês para o início do Campeonato Mundial, o treinandor tem testado formações para achar o time ideal.

Contra o frágil time de Camarões, foi fácil para a seleção brasileira abrir vantagem no placar. Com 6 a 3 no marcador, o técnico Akono Jean Rene Bekono pediu tempo para tentar acertar a sua equipe. No entanto, o Brasil estava focado na vitória. Rosamaria fez uma sequência de três saques e ampliou a vantagem. Uma linda bola de Fernanda Garay deixou o jogo em 13 a 6. Com 16 a 8, o treinador camaronês pediu outro tempo. Mas, na volta à quadra, um bloqueio duplo de Rosamaria e Thaisa esfriou os planos de reação adversária. Adenízia, em um ataque rápido pela ponta, anotou 20 a 9.

Com 23 a 10, Zé Roberto fez a inversão do 5-1: colocou a levantadora Roberta no lugar da oposta Rosamaria e tirou a levantadora Dani Lins para a entrada da oposta Monique, recém-convocada para brigar por uma vaga entre as 14 jogadoras que dispustarão o Campeonato Mundial. O Brasil terminou o primeiro set com facilidade: 25 a 11.

A parcial seguinte parecia uma repetição da anterior, com a seleção brasileira muito melhor que o rival. A levantadora Roberta, que se manteve em quadra no lugar de Dani Lins, solicitou bastante as pontas e logo o Brasil abriu uma larga vantagem no placar. Com 19 a 8, o técnico Zé Roberto tirou Gabi e colocou Amanda no jogo. Com o pé, Monique defendeu a bola que botou 23 a 12 no marcador. Em nova mexida da seleção brasileira, quando ganhava por 24 a 14, Carol substituiu Thaisa. Mas foi Fernanda Garay quem fechou em 25 a 15.

A ponteira Amanda e a central Carol continuaram na quadra para o terceiro set, assim como a levantadora Roberta. Mais uma vez, o Brasil abriu rapidamente vantagem no placar. Com 7 a 4 no marcador, o técnico Akono Jean Rene Bekono pediu tempo. Enquanto o camaronês tentava uma reação, Zé Roberto seguia com as mexidas. Colocou a ponteira Drussyla, a oposta Monique e a líbero Gabiru. Do time titular, apenas a central Adenízia seguia no jogo. O ritmo se manteve e, ao marcar 25 a 13, encerrou o jogo e garantiu vaga na semifinal.

Globo Esporte