Marcelo Melo vai à final do US Open e atinge quarta final em Slams

 (Foto: Sarah Stier/Getty Images)


Nesta quinta-feira, o brasileiro Marcelo Melo e o polonês Lukasz Kubot garantiram vaga na decisão do US Open depois de derrotar Malek Jaziri, da Tunísia, e Radu Albot, da Moldávia, por 7/6(3), 3/6 e 6/3. O mineiro se classificou para a quarta final de Grand da carreira e busca o terceiro título. Ele foi campeão no torneio de Roland Garros, em 2015, e em Wimbledon, no ano de 2017.


Cabeça de chave 7, Melo/Kubot enfrentam os americanos Mike Bryan e Jack Sock, cabeças de chave 3. A final será disputada nesta sexta-feira, às 13h de Brasília, com transmissão do SporTV3. Em Nova York, o "Girafa havia como melhor resultado as semifinais da competição nas edições de 2013 e 2014.

- Estou muito feliz de chegar a esta final pela primeira vez aqui no US Open. Jogamos muito bem hoje. Agora é comemorar esta vitória e tranquilizar, para ir com força total amanhã (sexta) em busca desse título. Mais uma vez quero agradecer o apoio dos brasileiros, torcendo por nós - comemorou.

O Brasil conquistou nove títulos no geral na história desde a criação do US Open, em 1887. Foram oito troféus de Maria Esther Bueno, quatro em simples (1959, 1963, 1964, 1966) e quatro em duplas femininas, além de três de Bruno Soares, dois em duplas mistas (2012 e 2014) e um nas duplas masculinas (2016).

A preparação do Marcelo Melo foi longe do ideal. Ele chegou ao último Grand Slam do ano com apenas uma vitória em três torneios. Eles eliminaram justamente os algozes do brasileiro Bruno Soares e Jamie Murray, que caíram para Albot/Jaziri nas quartas.

Melo e Kubot começaram melhor e levaram o primeiro set depois de um tie-break. Lembrando que Albot e Jaziri só entraram na chave de duplas graças à desistência de Pablo Carreño Busta e Guillermo Garcia-López. Apesar de só terem atuado juntos uma vez, em Wimbledon, Jaziri e Albot mostraram entrosamento no segundo set e conseguiram igualar. Melo e Kubot sentiram o calor e pareciam mais cansados em quadra, mas seguiram lutando. Na reta final, os favoritos conseguiram subir de nível. O mineiro fechou o jogo e se ajoelhou, emocionando ao carimbar a vaga inédita em Flushing Meadows.

Globo Esporte