Ricardo Gomes deixa o Santos e é oficializado como gerente geral do Bordeaux

(Foto: AP)


Há pouco mais de dois meses trabalhando como dirigente do Santos, Ricardo Gomes deixou o Peixe para atuar como gerente geral no Bordeaux. O clube francês anunciou de forma oficial a contratação do brasileiro para a função diretiva na manhã desta quarta-feira. Éric Bedouet, que vinha treinando o time de forma interna, assume o cargo de maneira definitiva, auxiliado por Patrick Colleter.

Ricardo Gomes é o terceiro profissional a deixar a função apenas este ano no Santos. Antes, saíram Gustavo Vieira de Oliveira, demitido, e William Machado, que pediu demissão. Logo depois do anúncio do Bordeaux, o clube brasileiro se manifestou por meio de nota, disse que tentou manter o dirigente e informou que receberá a multa rescisória pela saída. Diz o texto:

"Ricardo Gomes não é mais o Executivo de Futebol do Santos FC. Apesar dos esforços da diretoria, ele aceitou a proposta do Bordeaux, da França. O Clube agradece os serviços prestados durante o período em que esteve com a equipe profissional.

O Santos FC informa, por transparência, que pela rescisão o ex-executivo deverá indenizar o Clube com o pagamento de multa contratualmente estabelecida."

Não é a primeira vez que Ricardo Gomes trabalha no clube francês. O ex-zagueiro esteve à frente do Bordeaux entre 2005 e 2007 na função de técnico da equipe. De acordo com o jornal "L'Équipe", o Santos pediu uma quantia de € 200 mil (R$ 964 mil) pelo brasileiro ao Bordeaux, que, a princípio, não planejava arcar com o pagamento.

A imprensa local aponta que o Bordeaux tentou convencer a Ligue 1 a permitir que ele atuasse como técnico, o que não foi permitido, já que ele não tem a licença exigida atualmente para trabalhar nessa função dentro da França. Na última semana, Ricardo Gomes declarou que não havia sido procurado pelo clube e apontou que não deixaria a Vila Belmiro.

– Trabalhei dois anos com o técnico (Éric Bedouet), falo direto, mas independentemente da proposta, somos amigos. Falo com ele quase que diariamente, mas esquece (sair) – disse o executivo de futebol, em entrevista coletiva.

Ricardo Gomes será apresentado à imprensa na próxima quinta-feira, quando concederá entrevista coletiva. O brasileiro trabalhará diretamente com Éric Bedouet, que assumiu o comando da equipe após a polêmica saída do uruguaio Gustavo Poyet - que fez duras críticas à diretoria, sendo suspenso e demitido na sequência.

Thierry Henry chegou a ser apontado como principal candidato a assumir o comando do Bordeaux na atual temporada, mas teria recusado o convite.

Globo Esporte