Compra da Force India por grupo ligado a pai de Lance Stroll custou R$ 460 milhões

(Foto: Getty Images)


Um relatório divulgado pela FRP Advisory, que comandou a Force India durante o processo de administração judicial pelo qual a equipe passou, informou que o time foi vendido em agosto para o grupo Racing Point, ligado ao empresário Lawrence Stroll, pai do piloto Lance Stroll, pelo valor de 90 milhões de libras esterlinas, o equivalente a R$ 460 milhões.


A operação garantiu a sobrevivência da equipe, que vinha passando por problemas financeiros e colecionava dívidas. Em julho, o piloto mexicano Sergio Pérez cobrou salários atrasados na justiça, que decidiu pela intervenção. Depois de algumas semanas, um consórcio de vários empresários liderados por Lawrence Stroll concretizou a compra.

A divulgação dos valores é feita dias depois de a companhia russa de fertilizantes Uralkali, que é comandada pelo pai do piloto de GP3 Nikita Mazepin, ter entrado com uma ação legal contra a FRP questionando todo o processo de administração. A Uralkali garante que tinha uma proposta superior à da Racing Point.

Foi revelado também que a Force India tinha apenas R$ 2,2 milhões em sua conta bancária no momento em que a administração começou, dias antes do pagamento dos salários de julho. Na ocasião, o patrocinador BWT emprestou mais de R$ 25 milhões para que a situação imediata da equipe fosse resolvida. Logo depois, o time entrou sob intervenção.

Quando da compra por parte da Racing Point, no dia 14 de agosto, o consórcio injetou imediatamente o valor de R$ 76,5 milhões para que a Force India prosseguisse suas atividades. Em apenas cinco corridas com o nome de inscrição Racing Point Force India, a equipe marcou 35 pontos e subiu para o sétimo lugar no Mundial de Construtores - a "antiga" Force India foi desclassificada do campeonato, perdendo os 59 pontos somados até então.

A dupla de pilotos em 2019 será formada naturalmente por Lance Stroll e Sergio Pérez teve seu contrato estendido, em informação antecipada pelo GloboEsporte.com.

Globo Esporte