Com triunfos de etíope e queniana, africanos dominam pódios na Maratona de Nova York

(Foto: Elsa/Getty Images)


Os atletas africanos dominaram a Maratona de Nova York que foi realizada neste domingo na megalópole norte-americana. O etíope Lelisa Desisa triunfou na prova masculina e a queniana Mary Keitana dominou a disputa no naipe feminino. O evento contou com mais de 50 mil corredores e atravessou os cinco distritos da cidade.

Dos seis primeiros lugares nas disputas masculina e feminino - três de cada sexo -, cinco foram ocupados por atletas do continente africano, ou 83,3%.

Keitany, de 36 anos, fezsua sexta aparição na corrida e faturou o tetracampeonato - ela já havia vencido em 2014, 2015 e 2016. Na temporada passada, ela ficara com a prata. Atual recordista mundial da distância, ela terminou em primeiro lugar neste domingo com o tempo de 2h22min48s.

Em segundo lugar ficou sua compatriota Vivian Cheruiyot (2h26min02s) e, em terceiro, a norte-americana Shalane Flanagan (2h26min22s). A chegada da prova ocorreu no icônico Central Park.

Entre os homens, Desisa, de 28 anos, cravou o tempo de 2h05min59s, à frente do compatriota Shura Kitata e do queniano Geoffrey Kamworor, que defendia o título de campeão. Foi o primeiro título de Desisa na tradicional prova de rua. Ele já havia sido segundo colocado em 2014 e terceiro em duas ocasiões, em 2015 e 2017.

A principais conquistas dele haviam sido duas vitórias na Maratona de Boston, em 2013 e 2015.

Globo Esporte