Ex-engenheiro de Massa, Rob Smedley se despede da Williams: "Equipe muito especial"

(Foto: Getty Images)


Última colocada no campeonato de construtores, a Williams terá uma baixa importante para a temporada do ano que vem. Na equipe há cinco anos, Rob Smedley deixará o time ao final do GP de Abu Dhabi, última etapa do calendário. Chefe de engenharia e desempenho, o inglês foi contratado pelo time de Grove após a temporada de 2013, quando a equipe marcou apenas cinco pontos. Nos dois anos seguintes, dois terceiros lugares, com direito a pódios e brigas por vitórias.

- Eu gostei muito do meu tempo na Williams. A equipe passou por uma grande mudança desde que entrei em 2014 e foi um prazer ter participado disso. A Williams é uma equipe muito especial dentro da comunidade da Fórmula 1 e tenho certeza de que, com todo o talento que temos aqui, eles continuarão e farão coisas melhores. A equipe sempre permanecerá próxima ao meu coração - comentou, em entrevista ao site "Autosport".

Smedley começou a carreira na Fórmula 1 há 17 anos na equipe Jordan, antes de se transferir para a Ferrari em 2004. Dois anos depois, ele se tornaria engenheiro de Felipe Massa no time de Maranello. A parceria com o brasileiro se seguiu na Williams, onde o britânico fez parte de uma grande reformulação em todo o departamento de engenharia da equipe. Rob também se tornou engenheiro sênior de pista sob a chefia de Pat Symonds.

- Depois de 20 anos na Fórmula 1, no entanto, sinto que é o momento certo para refletir sobre as coisas e avaliar qual é o próximo passo. Estou ansioso para passar mais tempo com minha família antes de decidir sobre futuras oportunidades - concluiu.

Chefe da equipe, Claire Williams agradeceu os serviços prestados por Smedley ao longo das últimas cinco temporadas.

- Ele concordou em se juntar a nós em um momento em que nossa performance era ruim, e estamos gratos que ele viu o potencial para mudar as coisas naquele momento. Durante seu tempo com a gente, ele fez uma contribuição significativa para a equipe através de seu papel, mas ele também foi uma ótima pessoa, inspirando muitos com seu entusiasmo e paixão pela Fórmula 1.

Globo Esporte