Football Leaks: Mbappé queria ter salário maior do que Neymar se ganhasse a Bola de Ouro

(Foto: Reuters)


O jornal alemão Der Spiegel fez mais revelações nesta quarta-feira de documentos vazados pelo Football Leaks e analisados pela Mediapart e seus parceiros da rede europeia Investigative Colaborações (EIC), a respeito de negociações confidenciais entre clubes e jogadores. O tema noticiado agora é sobre a saída de Mbappé do Monaco para o Paris Saint-Germain, no meio de 2017. Entre os pedidos do jovem atacante francês, negado pelo clube, um tinha relação direta com o brasileiro Neymar: em caso de vitória da Bola de Ouro, ele queria ter o maior salário do clube, triplicando o ganho anual líquido de € 10 milhões (cerca de R$ 430 milhões) , acima do teto dado ao companheiro de time.

Outros dois pedidos recusados foram de um ganho extra se o PSG fosse excluído da Liga dos Campeões pela UEFA por causa do Fair Play Financeiro e 50 horas por ano de voo em jato privado.

Uma das cláusulas aceitas foi de pagamento de € 30 mil mensais (cerca de R$ 129 mil) para financiar o aluguel e três funcionários pessoais (um mordomo, um motorista e um segurança).

Confira outras revelações:

No meio de 2017, Mbappé queria o mesmo salário do atacante colombiano Falcao García, de € 8 milhões líquidos por ano, aumentando 16 vezes o ganho negociado em março do ano anterior.

Em 20 de julho de 2017, o Real Madrid aceitou pagar por Mbappé ao Monaco os € 180 milhões pedidos, incluindo € 30 milhões de bônus, e o aumento posterior para € 214 milhões por causa de € 34 milhões de impostos. Mas o jogador preferiu o PSG e convenceu Dimitri Vasyliev, CEO do clube francês, a aceitar a proposta do PSG e reforçar um concorrente do clube no Campeonato Francês, no último dia da janela.

Mbappé queria € 9,5 milhões no primeiro ano, mas o PSG opta por um ganho progressivo: € 7 milhões em 2017/2018, € 9,3 milhões na atual temporada e € 1 milhão a cada uma das seguintes, até chegar a € 12 milhões.

O agente português Jorge Mendes, cujos clientes mais famosos são Cristiano Ronaldo e José Mourinho, recebeu 5 % da transferência: € 9 milhões.

Na negociação, foram destinados € 124 milhões para Dimitri Rybolovlev, dos quais € 77 milhões foram pagos em 30 de julho.

A solução de empréstimo por um ano gratuitamente ao PSG, com opção de compra obrigatória de € 145 milhões na temporada seguinte, mais € 35 milhões de bônus, não foi exatamente para respeitar as regras do fair play financeiro. A operação foi assim para evitar o pagamento de imposto sobre o empréstimo de € 30 milhões previsto no contrato inicial, o que implicaria no pagamento pelo clube de Paris de € 10 milhões de imposto e os € 20 milhões restantes ao Monaco.

Globo Esporte