Federer faz sua parte e, apesar de derrota nas duplas, leva Suíça à final da Copa Hopman

(Foto: Paul Kane / Getty Images)


Precisando de apenas uma vitória no confronto com a Grécia para garantir vaga na decisão da Copa Hopman, a Suíça se salvou graças à Roger Federer. O atual número 3 do mundo bateu Stefanos Tsitsipas (15º do ranking) logo no primeiro jogo por 2 sets a 0, parciais de 7/6 (5) e 7/6 (4) e carimbou a passagem para a final do torneio-exibição australiano.

Apesar disso, os suíços sofreram a primeira derrota na competição. Logo na sequência da vitória de Federer, Maria Sakkari (41ª no ranking da WTA) teve uma grande atuação para superar Belinda Bencic (54ª) por 2 sets a 0, com 6/3 e 6/4. No jogo decisivo, em duplas mistas, Tsitsipas e Sakkari levaram a melhor nos tie-breaks e saíram com o triunfo por 2 sets a 1, parciais de 4/3 (5-4), 2/4 e 4/3 (5-3). Os gregos vibraram bastante com o resultado.

Como apenas os líderes de cada grupo garantem vaga na decisão, a Grécia acabou o confronto em segundo lugar, mesmo com duas vitórias e uma derrota - mesmo resultado dos suíços. Como o primeiro critério de desempate é saldo de vitórias em partidas, os gregos precisavam fazer 3 a 0 contra a Suíça, o que acabou não acontecendo.

Com três títulos na Hopman, a Suíça disputa a final de sábado pela quinta vez desde a criação do torneio - e a segunda consecutiva. Federer e Bencic, que venceram a edição passada, esperam pela definição do Grupo A, quando Alemanha e Austrália se enfrentam pelo primeiro lugar da chave.

Globo Esporte