terça-feira, 4 de setembro de 2018

Falcão chega ao quarto título mundial em meio a incerteza sobre aposentadoria

(Foto: Guilhereme Mansueto/Magnus)


O maior nome do futsal brasileiro e um dos maiores ícones da história do esporte mundial está prestes a encerrar a carreira. Aos 41 anos, Falcão admite que os problemas físicos aliados aos compromissos pessoais o fazem amadurecer a ideia da aposentadoria, palavra antes nem pronunciada pelo craque.

Às vésperas da conquista do bicampeonato mundial de clubes pelo Sorocaba, Falcão revelou ao GloboEsporte.com que pensa seriamente na aposentadoria. O jogador chegou a usar as redes sociais para pedir a opinião dos fãs. Na ocasião, o craque disse:

– Estou em uma briga muito grande comigo mesmo, uma briga interna para saber qual o meu futuro, mas devo estar decidindo internamente sobre isso nos próximos dias e no momento certo estarei falando sobre – disse Falcão, em reportagem publicada no dia 24 de agosto deste ano.

Falcão soma quatro títulos mundiais na carreira. Dois com a seleção brasileira (2008 e 2012) e dois de clubes, ambos pelo Sorocaba (2016 e 2018).

Nas últimas duas temporadas, Falcão raramente viaja com o time para jogos de campeonatos em fase de classificação. Poupado, o craque atua pontualmente em partidas em casa do Sorocaba, excessão feita a grandes competições, como o Mundial de Clubes na Tailândia.

Em 2015, Falcão sofreu uma lesão séria e que quase colocou fim precocemente a sua carreira. Um problema no joelho e na coxa o fez perder praticamente toda a temporada. A lesão é considerada um divisor de águas na carreira do craque, que passou a priorizar a manutenção e recuperação física para prolongar a carreira.

A lesão e a idade fizeram Falcão mudar o estilo de jogo. Habituado ao drible, velocidade e finalização, o camisa 12 passou a usar os "atalhos" da quadra, sendo mais efetivo no passe e na atração da marcação dos adversários, deixando os dribles em segundo plano. Por isso, o agradecimento ao elenco do Sorocaba, que passou a correr mais na presença do craque em quadra.

– Obrigado por me proporcionarem mais um momento como esse. Eu, com toda limitação física, carreira acabando, cada um de vocês me deram mais um momento de emoção na minha carreira – disse Falcão, em postagem em uma rede social.

Aos 41 anos, Falcão começou a jogar futsal profissionalmente em 1994, no Corinthians. Em 24 anos de carreira, foram 10 clubes diferentes e 73 títulos conquistados. Em 2018, Falcão completa 20 anos defendendo a seleção brasileira, com 28 taças no currículo. Além dos títulos no futsal, Falcão foi campeão do Paulistão de 2005, quando defendia o São Paulo no futebol de campo.

Principais títulos de Falcão por clubes:

Estaduais: 13
Nacionais: 9
Sul-Americanos: 7
Libertadores: 7
Mundial de clubes: 2

Principais títulos pela seleção:

Copa do Mundo: 2
Grand Prix: 11
Copa América: 5

Globo Esporte