Babi diz que Brasil está pronto para brigar por título: "Pode vir a Argentina, pode vir quem vier"

(Foto: Divulgação/CBHb)


Com a vaga já garantida para o Mundial de Tóquio 2019, o Brasil agora só tem uma meta: vencer a Argentina e conquistar o título do Sul e Centro Americano. A seleção de handebol feminina joga nesta terça-feira, às 20h (horário de Brasília), no Ginásio do Sesi. E as jogadoras brasileiras estão empolgadas com o clássico continental.

Capitã do time, Babi aposta na campanha do Brasil, que goleou todos os adversários até aqui (Uruguai, Chile e Paraguai) e chega com moral nessa briga pelo título. A goleira ressalta que a seleção está pronta para encarar qualquer seleção.

– Brasil e Argentina é sempre Brasil e Argentina. Elas também estão classificadas, mas nós viemos muito focadas para cá, com um único objetivo. Esse jogo com elas não vai ser diferente. Nós estamos levando isso muito a sério. Pode vir Argentina, pode vir quem quiser vir. Estamos preparadas!

O Brasil é a seleção com o melhor rendimento no Sul e Centro Americano. Venceu todos os jogos, e venceu com placar elástico: Brasil 28 x 9 Chile / Brasil 39 x 9 Chile / Brasil 40 x 17 Paraguai. A equipe brasileira tem também o melhor ataque e a melhor defesa da competição, foram 107 gols marcados e apenas 35 sofridos. Contra 89 e 68 da Argentina, 71 e 89 do Paraguai, 53 e 83 do Uruguai e 71 e 107 do Chile (que tem um jogo a mais).

Nesse Sul-Americano, o Brasil tem trabalhado bastante as jogadas de contra-ataque. E a defesa tem feito seu papel. Segundo Babi, o técnico Jorge Dueñas tem trabalhado bastante o setor.

– É o nosso foco. O Jorge está batendo muito nessa técnica. Acho que estamos resgatando a nossa essência, o jogo contra o Paraguai foi mais uma prova que nós demos mais um passinho nessa direção. Acho que essa seleção, essa nova geração tem muito a dar – completou a goleira.

Nesta terça, Paraguai e Uruguai se enfrentam às 18h (horário de Brasília).

Globo Esporte