sábado, 18 de fevereiro de 2017

Botafogo segura São Bento e arranca empate fora de casa

(Foto: Rogério Moroti/Agência Botafogo)

O Botafogo foi valente, segurou o pressionado São Bento em seus domínios e arrancou um empate sem gols. O jogo entre as equipes aconteceu na noite deste sábado (18), no Estádio Walter Ribeiro, em Sorocaba, pela quarta rodada do Campeonato Paulista.

O resultado e o ponto conquistado, fora de casa, mantiveram o Tricolor na 3ª colocação do Grupo A, agora com 4 pontos conquistados.

O Tricolor volta a atuar pelo Paulistão já nesta quarta-feira (22), às 19h30, no duelo contra o Audax, que acontecerá no Estádio Santa Cruz. Para esta partida, o técnico Moacir Júnior poderá contar com o lateral Samuel Santos e o atacante Wesley, que cumpriram suspensão, e ainda aguardará por um posicionamento do departamento médico sobre o aproveitamento do zagueiro Gualberto e do atacante Marcão.


O JOGO

O Botafogo teve muitas dificuldades para se livrar da marcação do sistema defensivo do São Bento. Os donos da ofereceram poucos espaços para os homens de criação e, principalmente, para a dupla de ataque formada por Isaac Prado e Francis.

Enquanto isso, os donos da casa tentaram chegar como em um chute de longa distância de Itaqui, que Neneca defendeu bem no canto, ou então no cabeceio de Magrão, que passou perigosamente ao lado do gol do Tricolor.

As equipes começam a errar muitos passes na proximidade da grande área e isso fez com que poucas chances de gol fossem criadas. O São Bento teve a grande chance após Morais dar assistência precisa para Wilson Júnior. O atacante cortou a marcação e mandou uma bomba. Bem colocado, Neneca fez a defesa e salvou o Pantera.

O Tricolor apostou suas fichas em jogadas de bola parada para tentar assustar os donos da casa. Na cobrança de escanteio, Marcão Silva subiu no terceiro andar e conseguiu cabecear a bola, porém ela não foi em direção ao gol e Isaac Prado não a alcançou para fazer o arremate.

O lance animou os botafoguenses e pouco tempo depois o time perdeu sua principal chance na primeira etapa. A jogada foi trabalhada pela ponta esquerda e chegou até Isaac Prado. O camisa 9 fez o toque para dentro da grande área e encontrou Marcão Silva livre, na cara do gol, porém o goleiro Rodrigo Viana saiu nos pés do volante e fez um milagre para interceptar o chute.

A torcida local ficou na bronca com o time e essa pressão fez com que o São Bento partisse para o tudo ou nada para buscar seu gol. Morais ameaçou em chute de longa distância. Neneca apenas acompanhou a passagem da bola por cima do travessão.

O Pantera adotou a estratégia de tentar rápidas escapadas de contra-ataque para surpreender a equipe de Sorocaba. Com Rafael Bastos bem marcado, Diego Pituca foi a principal válvula de escape do time botafoguense.

Aos 27 minutos, o gol do Tricolor quase saiu. Fernandinho fez o levantamento em cobrança de falta, Caio Ruan ganhou a disputa no alto e deu um leve toque de cabeça na bola, que passou tirando tinta da trave do São Bento.

Morais ainda teve uma boa chance para marcar para os donos da casa. O meia arriscou uma bicicleta dentro da pequena área e a bola estourou no peito salvador de Neneca. Na sequência, Diego Pituca tentou fazer um cruzamento no último lance, a bola bateu em cima do marcador e o botafoguense pediu toque de mão na área. O árbitro não viu a irregularidade.

FICHA TÉCNICA:
São Bento 0 x 0 Botafogo
Paulistão 2017 – 4ª Rodada

Local: Estádio Walter Ribeiro, em Sorocaba (SP)
Data: 15/02/2017 – Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Thiago Duarte Peixoto
Assistente 1: Marcelo Carvalho Van Gasse
Assistente 2: Bruno Salgado Rizo
Quarto Árbitro: José Roberto Marques
Cartões amarelos: Gabriel Santos (São Bento); Rafael Bastos e Marcão Silva (Botafogo);
Público: 1.829 pagantes
Renda: R$ 32.635,00

São Bento: Rodrigo Viana; Bebeto, Pitty, Gabriel Santos e Denner; Fábio Bahia, Itaqui, Morais e Clebson (Giovanni); Magrão (Guilherme Queiroz) e Wilson Júnior (Jobinho). Técnico: Paulo Roberto Santos.

Botafogo: Neneca; Bileu, Caio Ruan, Filipe e Fernandinho; Rodrigo Thiesen (Carlos Henrique), Marcão Silva, Diego Pituca e Rafael Bastos (Bernardo); Isaac Prado (Serginho) e Francis. Técnico: Moacir Júnior.