quarta-feira, 24 de maio de 2017

Advogado não desiste após punição à Chape e pede asterisco na tabela

(Foto: Sirli Freitas/Chapecoense)


Apesar da Conmebol ter anunciado na tarde desta terça-feira a punição à Chapecoense pela escalação irregular do zagueiro Luiz Otávio, na partida contra o Lanús, e ter retirado os três pontos pela vitória, o advogado Mario Bittencourt está confiante de que poderá reverter a situação. Em entrevista ao programa "Tá na Área", do SporTV, Bittencourt disse que não se deve considerar que o time catarinense está eliminado até o julgamento do recurso.


O advogado disse que é preciso colocar um asterisco ao lado do nome da Chapecoense na tabela de classificação até o recurso ser julgado. Ele não soube precisar quando a defesa da equipe brasileira será julgada, mas disse que espera que o fato aconteça antes do início das oitavas de final. 

-  É importante passar para o elenco que existe essa possibilidade do recurso e da reversão da decisão. Enquanto houver uma possibilidade jurídica, vamos continuar brigando. O time precisa entrar em campo para conquistar os três pontos porque, se lá na frente a gente recuperar, quem sabe é uma classificação para as oitavas de final (...). Na verdade, eu acho que deve existir um asterisco ao lado do nome da Chapecoense. Ela perde os pontos neste momento, a vitória é dada ao Lanús. Mas ainda tem um recurso na própria Câmara de Apelação da Conmebol. Enquanto houver o recurso não julgado, não se pode considerar a Chapecoense eliminada da competição.

Mário Bittencourt detalhou como será feito o recurso da equipe catarinense e questionou o fato de um jornalista argentino ter dado a informação de que a Chapecoense iria perder os pontos na manhã desta terça, mesmo sem ser forma oficial. 

- O regulamento prevê que eu posso fazer um protocolo de efeito suspensivo de forma imediata. É o que eu estou fazendo. Estou enviando para o e-mail da unidade disciplinar um pedido de efeito suspensivo puro e simples. Depois temos mais sete dias para enviar as razões do recurso. Devemos enviar até quarta ou quinta-feira (...). Como eu disse, tinha um jornalista argentino, curiosamente do mesmo país do Lanús, já divulgando o resultado não oficial, que acabou sendo o resultado oficial mais tarde. Nós ficamos muito chateados com isso.

Nesta terça-feira, a Chapecoense derrotou o Zulia (Venezuela) por 2 a 1, na Arena Condá. Se conseguiu reverter a decisão da Conmebol, a equipe avança para as oitavas de final da Libertadores. Se não obtiver sucesso no recurso, vai disputar a Copa Sul-Americana.

Globo Esporte