quarta-feira, 3 de maio de 2017

Cardiff é logo ali: Higuaín decide, e Juve fica perto da final com vitória em Mônaco

(Foto: AP Photo)


Dois anos após cair diante do Barcelona, a Juventus está muito perto de voltar a decidir uma final da Liga de Campeões. A Velha Senhora não tomou conhecimento do Monaco dentro do Estádio Louis II e saiu de campo nesta quarta-feira com uma vitória por 2 a 0 fora de casa que deixa a classificação muito bem encaminhada. E o herói do triunfo tem nome e sobrenome: Gonzalo Higuaín. O argentino aproveitou duas assistências de Daniel Alves (a primeira delas de calcanhar) para marcar os gols da partida. Agora, é fazer o dever de casa na volta em Turim para confirmar sua vaga na decisão em Cardiff, no País de Gales.

A situação da Juve é tão tranquila que o time de Massimiliano Allegri pode até perder por um gol de diferença em casa que avança. Só que a defesa da Velha Senhora não foi vazada em nenhum dos seus últimos seis jogos na Champions... A volta será já na semana que vem, na terça-feira (09/05), em Turim. O vencedor pegará quem levar a melhor de Real x Atlético (os merengues ganharam na ida por 3 a 0 e também estão com a classificação encaminhada) na decisão em Cardiff, dia 3 de junho.

A Juve foi muito superior nos 15 primeiros minutos, em especial com as jogadas pelas pontas. Do outro lado, o Monaco, muito dependente de Mbappe, cresceu com o passar do tempo e deu trabalho algumas vezes a Buffon, em especial com a joia de 18 anos. E, justamente no momento de maior equilíbrio da partida, a Velha Senhora encontrou um belo contra-ataque aos 28 para abrir o placar, graças aos toques rápidos de Dybala, Daniel Alves e Higuaín que terminaram com bela finalização do camisa 9. 

 O Monaco até voltou do vestiário com uma postura mais ofensiva e teve uma grande chance logo no primeiro minuto da segunda etapa em chute de Falcao cara a cara com Buffon. Mas, com Mbappe mais apagado após a volta do intervalo, não foi páreo para a defesa da Juve, que achou ainda mais um gol que deixou a classificação bem encaminhada. Em nova jogada de Daniel Alves e Higuaín, o brasileiro cruzou para o argentino finalizar de primeira para aumentar a conta aos 13. Depois disso, o mesmo panorama até o apito finaç: a Velha Senhora se fechou bem, o time da casa teve a bola, mas não ameaçou.

Higuaín fez apenas dois gols em seus primeiros 1.513 minutos no mata-mata da Champions (um contra CSKA e o outro contra o Galatasaray, ambos pelo Real). Nesta quarta, entretanto, fez outros dois em um intervalo de 30 minutos e deixou sua equipe com um pé na final. Já o promissor Mbappé, que marcou logo cinco em seus quatro primeiros jogos, parou em Buffon, caiu de rendimento no segundo tempo e não conseguiu fazer a diferença para o Monaco desta vez.

Time com maior número de vices na competição, a Juve tenta disputar a sua nona final de Champions - venceu duas delas e perdeu outras seis. Após cair em 2014/15 para o Barcelona de Luis Enrique e do trio MSN, a Velha Senhora tenta conquistar um título que não vem desde 1995/96 (o outro foi em 1984/85).

Globo Esporte