sábado, 13 de maio de 2017

Parou o campeão! Yago Dora elimina John John Florence e vai à 4ª fase do Rio Pro

(Foto: Reprodução)


John John Florence está eliminado do Rio Pro. O campeão mundial e líder do ranking caiu diante do brasileiro Yago Dora, de apenas 20 anos, na manhã deste sábado em Saquarema, despedindo-se da etapa brasileira na terceira fase. Com a vitória de 15.50 a 10.16, Dora, vencedor da triagem e integrante do WQS, vai à quarta fase de etapa do Circuito Mundial pela primeira vez na carreira. Nesta sexta, Adriano de Souza, Wiggolly Dantas e Gabriel Medina venceram suas respectivas baterias e também avançaram ao round 4, que acontecerá a partir das 06h45 deste domingo.

Yago Dora acerta bonito aéreo contra John John Florence

Quem agradeceu a vitória sobre John John foi o vice-líder do ranking Jordy Smith. Na bateria seguinte, ele venceu o brasileiro Jadson André por 14.90 a 14.27, avançando à quarta fase e garantindo pontos importantes na luta pelo topo do ranking. Além de Jadson, Caio Ibelli e Filipe Toledo também foram eliminados neste sábado. O algoz de Ibelli foi o australiano Adrian Buchan. Na bateria 10, Filipinho caiu diante de Kanoa Igarashi após cometer uma interferência de remada no início do confronto. O brasileiro não se conformou com a punição e foi tomar satisfação com os juízes após a eliminação.

- É a maior vitória da minha carreira, bateria pesada. O público faz toda a diferença, a maioria das pessoas nem sabia quem eu era e só falavam que o John John quis puxar a galera. Tô aqui também, vamos todo mundo comigo. Meu pai sempre me incentivou, ele foi um cara que me ajudou na condição, o Mineiro (Adriano de Souza) treina com ele e tem me ajudado mito. Me sentindo cada vez melhor nas baterias - disse Yago Dora, filho do ex-surfista Leandro Grilo, atual técnico de Adriano de Souza.

Bem ao seu estilo, Yago iniciou a bateria buscando um aéreo. No entanto, o brasileiro caiu durante a manobra e levou apenas 2.67 de nota. Tentando se reposicionar na bateria, John John - que vencera Yago por apenas 3 centésimos na primeira fase - buscou uma onda de 4.33 e outra de 5.83, pegando a liderança. A 13 minutos do fim, Yago, enfim, soltou o aéreo, ganhando 8.33 de nota. Empolgado, ele entrou em mais uma boa onda, ganhando 7.17. Na passagem de jet-ski próximo à areia, o brasileiro acenou para o público, pedindo para que a continuem a apoiá-lo.

A sete minutos do fim, John John entrou numa boa onda, fez manobras de floater, mas caiu ao arriscar um aéreo. O tempo foi passando, e a eliminação do campeão mundial foi ficando cada vez mais madura. Numa última tentativa, ele entrou numa onda, mas caiu de novo, levando apenas 2.17 de nota. Não era mesmo o dia de John John.

Jadson André para no vice-líder do ranking

Segundo brasileiro a entrar na água neste sábado, Jadson André fez boa bateria, mas acabou eliminado por Jordy Smith. Vice-líder do ranking, o sul-africano derrotou o brasileiro por 14.90 a 14.27. Jordy largou na frente com uma onda de 5.67. Pouco depois, o sul-africano surfou para um 7.17, ampliando a diferença para o brasileiro. A primeira boa onda de Jadson surgiu no meio da bateria, um 6.17. Pouco depois, o potiguar conseguiu um aéreo, virando o duelo com um 7.17.

Jordy Smith surfa boa onda e leva nota 7.07

A dez minutos do fim, Jordy pegou uma boa onda, com rasgadas e manobras de borda, recebendo 7.73 dos juízes. Jadson não deixou por menos. Segundos depois, ele foi para uma onda de médio alcance, com boas rasgadas, ganhando 7.10 dos juízes. Precisando de 7.73 para virar, Jadson foi para o tudo ou nada nos minutos finais, mas a onda da vitória não veio, e a classificação ficou mesmo com o sul-africano.

- Foquei a pegar as minhas ondas, fiquei feliz de ter pego as melhores esquerdas e direitas. Estamos encarando diferentes cenários aqui, as ondas são desafiadoras. Temos de prestar atenção. O público está dando um show, apoiando os brasileiros e eu estou concentrado em fazer o meu - disse Jordy.

Caio Ibelli é eliminado por Adrian Buchan

Além de Jadson, Caio Ibelli também se despediu do Rio Pro neste sábado. O algoz foi o australiano Adrian Buchan, que derrubou o o brasileiro por 13.16 a 11.24. O confronto começou equilibrado. Ace largou na frente com um 6.33. Caio respondeu com um 7.07. Pouco depois, o australiano surfou para um 5.00, retomando a liderança.

Com 3.00 como segunda melhor onda, o brasileiro conseguiu trocar de nota a dez minutos do fim. Os 4.17 surfados deixaram Caio a um 6.09 da virada. Só que a reação do brasileiro parou por aí, e quem ficou com a vaga na quarta fase foi Ace Buchan.

Resultados da terceira fase:

1. Adriano de Souza (BRA) 15.67 x Ian Gouveia (BRA) 12.33
2. Sebastian Zietz (HAV) 11.73 x Wiggolly Dantas (BRA) 18.27
3. Gabriel Medina (BRA) 14.30 x Bede Durbridge (AUS) 13.86
4. Joel Parkinson (AUS) 15.43 x Jeremy Flores (FRA) 11.44
5. Mick Fanning (AUS) 13.40 x Connor O'Leary (AUS) 11.90 
6. Jonh John Florence (HAV) 10.16 x Yago Dora (BRA) 15.10
7. Jordy Smith (AFS) 14.90 x Jadson André (BRA) 14.27
8. Caio Ibelli (BRA) 11.24 x Adrian Buchan (AUS) 13.16
9. Matt Wilkinson (AUS) 13.00 x Josh Kerr (AUS) 12.73
10. Filipe Toledo (BRA) 8.57 x Kanoa Igarashi (EUA) 11.73
11. Julian Wilson (AUS) 16.23 x Frederico Morais (PRT) 16.13
12. Owen Wright (AUS) 17.00 x Nat Young (AUS) 15.86

Baterias da quarta fase:

1. Adriano de Souza (BRA) x Wigolly Dantas (BRA) x Gabriel Medina (BRA)
2. Joel Parkinson (AUS) x Mick Fanning (AUS) x Yago Dora (BRA)
3. Jordy Smith (AFS) x Adrian Buchan (AUS) x Matt Wilkinson (AUS)
4. Kanoa Igarashi (EUA) x Julian Wilson (AUS) x Owen Wright (AUS)

Globo Esporte