segunda-feira, 12 de junho de 2017

Brasil forte para as oitavas de final da Libertadores

(Foto: Reprodução)


Dia 14 de junho é a data do sorteio dos confrontos para as oitavas de final da Copa Libertadores da América. Com a proximidade do dia, cresce a expectativa em torno da próxima fase da competição continental. Como serão os confrontos? Será que teremos um duelo brasileiro já nesta fase?

Enquanto não temos a respostas para estas perguntas, podemos fazer um Raio-X rápido e analisar quais serão as chances dos clubes brasileiros na fase de mata-mata que se inicia em breve. Por enquanto, Atlético-MG, Grêmio, Palmeiras, Santos, Botafogo e Atlético-PR estão confirmados dentre os 16 melhores do torneio. A Chapecoense, que foi punida com a perda de pontos por escalar o jogador Luiz Otávio irregular diante do Lanús, ainda corre por fora e aguarda o e-mail da Conmebol que confirma os motivos da punição e a perda dos pontos. Isso deve acontecer antes da data do sorteio, mas sem dia confirmado. Só assim, a Chape poderá preparar sua defesa para entrar com recurso na câmara de apelações e exigir seus pontos de volta. Essa novela ainda pode ir longe.

Apesar dessa pendência, a competição segue para os nossos outros representantes. O Atlético-MG, dono da melhor campanha da fase de grupos, tem a vantagem de decidir as vagas sempre jogando em casa. O Atlético-PR, único brasileiro que se classificou em segundo no seu grupo, pode enfrentar um brasileiro já nas oitavas de final. Isso porque o sorteio vai cruzar os clubes classificados em primeiro com os que terminaram em segundo. Entre os que terminaram em primeiro no grupo estão Atlético-MG, Grêmio, Palmeiras, Santos, Botafogo e os argentinos Lanús, River Plate e San Lorenzo. O rubro-negro paranaense mais o Godoy Cruz-ARG, Barcelona de Guayaquil, Guarani-PAR, The Strongest-BOL, Nacional-URU, Jorge Wilstermann-BOL e Emelec-ECU estão entre os times classificados em 2º lugar. Dessa forma, pode acontecer do Furacão encarar um time brasileiro nas oitavas de final. Tudo dependerá do sorteio.

Terceira melhor campanha, o Grêmio só não decidirá sua classificação em Porto Alegre nas próximas fases se enfrentar Atlético-MG ou Lanús. Este novo sistema de sorteio será utilizado pela primeira vez pela Conmebol.  Antes, o dono da melhor campanha enfrentava o pior segundo colocado e assim por diante. Os confrontos de ida das oitavas de final acontecem nos dias 4, 5 e 6 de julho. Com este novo modelo de sorteio, volta à possibilidade de ter uma final entre brasileiros. Decisão que o Brasil não vence desde 2013. O último brasileiro campeão da Libertadores foi o Atlético-MG em 2013. Na época, o Galo era comandado por Cuca, atual técnico do Palmeiras.

Falando nos brasileiros, quem você acha que pode fazer bonito na fase final da Libertadores? Os sites de apostas esportivas já estão fervendo. Antes de fazer a sua aposta no provável campeão da Libertadores 2017, veja como chegam os times.

O Atlético-MG fez a melhor campanha da fase de grupos. O Galo mineiro também tem o melhor ataque com 17 gols marcados e o artilheiro do torneio, Fred, com seis gols.

O Grêmio, dono da terceira melhor campanha, também tem um ataque poderoso com 15 gols marcados. O Tricolor gaúcho vem sendo considerado pelos comentaristas o melhor time brasileiro neste primeiro semestre. 

Já o Santos vem forte para esta nova fase. O Peixe é o dono da terceira defesa menos vazada com apenas quatro gols sofridos e também é o único time invicto.

O Atlético-PR vem para ser o grande azarão. Classificado nos “acréscimos” por uma combinação de resultados, a equipe paranaense chega em “desvantagem” como segundo classificado do seu grupo e dono da pior defesa entre os clubes das oitavas de final, juntamente com o Jorge Wilstermann, com 10 gols sofridos. O time paranaense aposta na experiência de Paulo Autuori para superar os adversários na fase de mata-mata.

O Furacão e o Botafogo são as únicas equipes brasileiras classificadas para as oitavas que não foram campeãs da Libertadores. 

O Alvinegro carioca espera manter o bom momento na competição para buscar o tão sonhado título. Na fase de grupos, o Fogão começou bem no turno, mas depois sofreu duas derrotas nas últimas rodadas e quase se complicou. Mesmo passando por todo este sufoco, o Botafogo ainda conseguiu se classificar em primeiro do grupo. Destaque para o setor defensivo carioca, que sofreu apenas cinco gols nesta primeira fase. O goleiro Gatito Fernandez é o grande nome do time com grandes defesas.