sexta-feira, 9 de junho de 2017

Wawrinka bate Murray em "guerra de nervos" e vai à final de Roland Garros

 (Foto: CHRISTOPHE SIMON / AFP)

Por Globo Esporte


Entre altos e baixos, o suíço Stan Wawrinka venceu um duelo de 4h34 contra o britânico Andy Murray na semifinal de Roland Garros, parciais de 6/7, 6/3, 5/7, 7/6 e 6/1, nesta sexta-feira.


O jogo foi uma batalha mental. Murray entrou com a tática clara de minar a confiança do adversário, aguardando erros do suíço. Wawrinka oscilou e só conseguiu embalar nos últimos sets, quando conseguiu ser agressivo sem errar tanto.

Wawrinka abriu 5/3 no primeiro set, mas errou muito e viu o adversário forçar o tie-break. O britânico falhou menos e conseguiu fechar a parcial. O suíço sacou melhor no set seguinte e não enfrentou um break point sequer para empatar a partida.

Quando parecia que tinha embalado, Wawrinka oscilou. Chegou a liderar o terceiro set por 3/0, mas voltou a ser quebrado. A habilidade defensiva de Murray incomodou o suíço. Sem confiança, o suíço viu o adversário crescer e passar a frente novamente.

O número 4 do mundo recuperou a intensidade e reestruturou seu jogo no quarto set. Sem break points, a decisão iria para o tie-break. Wawrinka foi agressivo, tomou as rédeas da partida e passou a comandar o jogo.

Fez seu tradicional gesto de apontar dedo para cabeça e, a partir dali, dominou completamente. O número 3 do mundo foi quebrado quando sacava para fechar com pneu, mas logo depois concretizou a vitória.

Há um ano, Murray derrotava o suíço por 3 sets a 1 para alcançar a final em Paris. Dessa vez, o campeão do torneio em 2015 levou a melhor, disparando 87 winners contra 77 erros não-forçados.

Na final, ele enfrentará o vencedor do duelo entre o espanhol Rafael Nadal, 4º, e o austríaco Dominic Thiem, 7º. A decisão de Roland Garros será realizada às 10h deste domingo.