sábado, 17 de fevereiro de 2018

Barça vence Eibar, completa 31 jogos de invencibilidade e iguala marca de Guardiola

(Foto: Reuters)


A vitória por 2 a 0 do Barcelona sobre o Eibar neste sábado pelo Campeonato Espanhol, fora de casa, confirmou o favoritismo do time comandado por Ernesto Valverde. De quebra, chegou a 31 jogos sem perder na competição igualando a marca da equipe comandada por Pep Guardiola em 2010/11. Suárez e Jordi Alba marcaram para os catalães, que, apesar do placar, tiveram dificuldades e foram pressionados pelo adversário durante boa parte da partida. Paulinho foi titular, e Philippe Coutinho entrou apenas no segundo tempo no lugar de Iniesta.

Com a vitória neste sábado fora de casa, o Barcelona soma 62 pontos e abre dez de vantagem para o Atlético de Madrid, que neste domingo recebe o Athletic Bilbao. Agora, o time catalão se prepara para o duelo contra o Chelsea nas oitavas de final da Liga dos Campeões, na próxima terça-feira. O Eibar, que deu trabalho aos comandados de Ernesto Valverde, tem 35 pontos na sétima colocação e ainda sonha com uma vaga na Liga Europa.

A surpresa. Apesar da boa campanha no Campeonato Espanhol, poucos esperam a postura que o Eibar apresentou diante do poderoso Barcelona. Marcação alta, pressão na saída de bola do adversário e intensidade no ataque. Com poucos minutos de jogos, algumas chances de gol. O Barcelona demorou a entrar na partida, teve menos posse de bola do que o rival, mas abriu o placar quando Messi deu uma linda assistência para Suárez, que passou pelo goleiro e estufou a rede.

A intensidade do jogo diminuiu, mas o Eibar seguiu tentando o gol. Faltou qualidade na hora de definir algumas jogadas, e por conta do ímpeto ofensivo a equipe acabou dando espaços ao Barcelona, que foi chegando, buscando oportunidades e abrindo espaços. Ficou com um homem a mais quando Orellana foi expulso. Ernesto Valverde colocou Philippe Coutinho na vaga de Iniesta. E foi dos pés do brasileiro que começou a jogada do segundo gol. Ele fez um belo lançamento para Aleix Vidal, que tocou para Messi na área. O argentino dividiu com o goleiro, a bola sobrou para Jordi Alba, que apenas teve o trabalho de estufar a rede e correr para o abraço.

Globo Esporte