domingo, 11 de março de 2018

Brasileiro de apenas 15 anos fica na 6ª colocação na Paralimpíada de Inverno

(Foto: Reprodução)


Atleta mais novo da Paralimpíada de Inverno de PyeongChang, o brasileiro Cristian Ribera, de apenas 15 anos, conseguiu um ótimo resultado em sua estreia paralímpica. Competindo contra atletas de países tradicionais em esportes de neve, o rondoniense terminou a prova do esqui cross-country 15km sentado na histórica sexta colocação. Cristian terminou a prova em 43min47s5.

O ouro foi para o ucraniano Maksym Yarovyi, com 41min37s0. Completaram o pódio o americano Daniel Cnossen (42min20s7) e o sul-coreano Eui Hyun Sin (42min28s9). Ao todo, 29 atletas participaram da prova, que reúne competidores com deficiência nos membros inferiores.

Cristian nasceu com artrogripose, doença congênita das articulações das extremidades. Por conta disso, o adolescente já passou por 21 cirurgias nas pernas - a última delas há quatro anos - para ter uma melhor qualidade de vida.

O menino começou a praticar esportes com quatro anos de idade. Suas primeiras experiências no mundo paralímpico foram no atletismo e na natação. O esqui cross-country surgiu como consequência do gosto pelo skate, maior hobby do atleta quando não está competindo.

Sua estreia no sit ski foi em 2015. Em dezembro do ano passado, Cristian competiu oficialmente pela primeira vez e, em fevereiro deste ano, na etapa da Copa do Mundo de Vuokatti, na Finlândia, ele alcançou a melhor pontuação no esqui cross-country já registrada por brasileiros até a Paralimpíada de PyeongChang.

Ainda neste domingo, a também brasileira Aline Rocha terminou em 15º na prova dos 12km do esqui cross-country feminino sentado. A paranaense fez o tempo de 46min22s3.

Globo Esporte