terça-feira, 13 de março de 2018

Manchester United e Roma apostam no fator casa para avançarem na Champions

(Foto: EFE)


Vencedores de seus grupos, Manchester United e Roma apostam no fator casa para avançarem às quartas de final da Liga dos Campeões nos confrontos desta terça-feira. Os Diabos Vermelhos recebem o Sevilla no Old Trafford depois do empate por 0 a 0 há três semanas, na Espanha, enquanto os italianos enfrentam o Shakhtar Donetsk no Estádio Olímpico com missão de reverter a derrota parcial por 2 a 1.

O Sevilla quer quebrar a barreira das oitavas de final na Liga dos Campeões. Tricampeões consecutivos da Liga Europa entre 2014 e 2016, os espanhóis não se colocam entre os oito melhores desde a sua estreia na antiga Copa dos Campeões, em 1957/58. De 2008 para cá, a equipe andaluza caiu três vezes nesta fase (para Fenerbahçe, CSKA e Leicester).

- Esperamos o Sevilla dos grandes duelos, um grande da Europa nos últimos anos - disse o presidente José Castro.

Do outro lado, o time inglês vai para o jogo com a dúvida sobre a presença do francês Pogba, que não treinou nesta segunda-feira e pode ceder a vaga para Lingard entre os titulares.

O técnico José Mourinho explicou que o jogador treinou "um pouco" no centro de Carrington, apesar de não completar as práticas com os companheiros na maior parte da sessão. Ele já desfalcou o time na vitória sobre o Liverpool, sábado, pelo Inglês.

- Terça e sábado (contra o Brighton, pela Copa da Inglaterra) são jogos onde, no final, ou passa ou não passa. Então, são mais importantes que os jogos da Premier League. Vamos tentar provar que podemos jogar melhor do que na ida e tentar ganhar o jogo, mas a realidade é que agora não temos nenhuma vantagem – afirmou Mourinho.

Vice-líder do Inglês, a 16 pontos do rival City, o United aposta todas as fichas em voltar a levantar a Champions novamente depois do título de 2007/08.

Confira as prováveis escalações:

Manchester United: De Gea, Valencia, Bailly, Smalling e Young; McTominay e Matic; Mata, Sánchez e Rashford; Lukaku. Técnico: José Mourinho.

Sevilla: Rico, Navas, Mercado, Lenglet e Escudero; Pizarro e N'Zonzi; Sarabia, Banega e Correa; Muriel. Técnico: Vincenzo Montella.

Roma x Shakhtar

Graças ao critério do gol fora de casa, a Roma pode avançar com vitória simples por 1 a 0, mas dois gols de diferença tranquilizariam a torcida para chegar às quartas pela primeira vez nesta década. Já a única vez que os ucranianos superaram as oitavas foi em 2010/11, eliminando a própria Roma.

A boa notícia é que os comandados do técnico Eusebio Di Francesco vêm de duas boas vitórias, sobre o Torino (3 a 0) e o então líder do Italiano, Napoli (4 a 2), que agora ocupa o segundo lugar atrás da Juventus.

- Se repetirmos a atuação que tivemos contra a Napoli, acho que daremos um significativo passo adiante. Especialmente no plano mental, precisamos mostrar maior consistência - disse Di Francesco.

Por outro lado, o Shakhtar viaja ao Olímpico com retrospecto de cinco vitórias nos últimos jogos em todas as competições. Foram 18 gols marcados e apenas um sofrido, justamente contra o adversário desta terça.

Para encarar os italianos, o time conta com a boa fase de Marlos, e mais recente representante de uma longa sequência de brasileiros que tiveram sucesso com a equipe, como Willian, Fernandinho, Douglas Costa ou Brandão. Após conquistar a nacionalidade ucraniana há alguns meses, o meia atacante vestiu a camisa da seleção nas eliminatórias da Copa.

Taison e Fred, convocados nesta terça por Tite para os amistosos da seleção brasileira, também vão estar em campo e têm uma motivação extra com a proximidade do Mundial da Rússia. A Roma conta com Alisson, titular e em grande fase.

Confira as prováveis escalações:

Roma: Alisson, Florenzi, Manolas, Fazio e Kolarov; Nainggolan, De Rossi e Strootman; Cengiz Ünder, Dzeko e Perotti. Técnico: Eusebio Di Francesco.

Shakhtar: Pyatov, Butko, Ordets, Rakitskiy e Ismaily; Fred e Stepanenko; Marlos, Taison e Bernard; Ferreyra. Técnico: Paulo Fonseca.

Globo Esporte