segunda-feira, 23 de abril de 2018

Carlos Barbosa derrota Boca Juniors na estreia da Copa Libertadores de Futsal

(Foto: Ulisses Castro / ACBF)


Vencer na estreia da Copa Libertadores de Futsal e jogando bem sempre garante uma moral a mais. Fazer tudo isso em um clássico e contra um rival do tamanho do Boca Juniors, candidato ao título, tornou ainda maior o feito da ACBF, na noite de domingo, 22, com o placar de 5x3, para um Centro Municipal de Eventos Sérgio Luiz, na Capital Nacional do Futsal, praticamente com lotação máxima.

Os primeiros 10min foram estudados com a marcação tendo predomínio sobre os ataques. Eis que o garoto Júlio, recebeu na intermediária, arriscou e o seu chute seco foi certeiro, no canto, sem chance alguma para o goleiro Mosenson: 1x0 ACBF. O Boca Juniors, levou certo perigo, mas nada que pudesse alterar o placar.

No segundo tempo, com 1min1s, Lé ganhou dividida e saiu em disparada até ficar de frente com o goleiro, e com categoria ampliou para a laranja mecânica. O Boca Juniors, se lançou ao ataque. Jimenez, obrigou Gian a grande defesa. Aos 5min1s, Salgués recebeu e tirou qualquer chance de defesa, 2x1.

O jogo ficou aberto e com troca de gols entre os times. Aos 6min17s, Bruno Souza arriscou e jogou para as redes argentinas: 3x1 ACBF. Só que a alegria durou menos de um minuto, já que Andrés Santos, apareceu livre e venceu Gian: 3x2.

A tensão no ambiente aumentava a cada segundo. A tranquilidade chegou quando Valdin e Lé tabelaram na entrada da área, o goleiro evitou a primeira finalização de Lé, mas não a segunda: 4x2 ACBF. Os argentinos partiram para o goleiro-linha e Basile, atuando na posição, apareceu dentro da área para descontar. 

E o destino colocou Basile de herói para vilão. Aos 17min25s, Gian chutou para o gol, Basile tentou agarrar e jogou contra o próprio gol: 5x3 ACBF, resultado que não se alterou até o apito final da arbitragem.