quarta-feira, 18 de abril de 2018

"Esnobado" por Ferrari e Mercedes, Ricciardo quer contrato de dois anos

(Foto: Getty Images)


Veloz, arrojado e constante, Daniel Ricciardo tem se tornado uma das peças mais valiosas do mercado de pilotos da Fórmula 1 para 2019. Vinculado à RBR até ao fim desta temporada, o australiano revela que, de olho nas mudanças da F1 para 2021, quer que seu próximo contrato não ultrapasse o período de dois anos.

- Eu não quero assinar nada muito longo porque não sei qual a direção que o esporte está tomando. Sinto que as coisas estão acontecendo muito rapidamente. A cada ano algo pode mudar, então não quero me amarrar por mais quatro anos. O ideal seria assinar um contrato de dois anos. Eu creio que ficaria confortável em um contrato de dois anos e, a partir daí, posso ver o que acontece. No terceiro ano teríamos a mudança de regulamento, e aí veria o que faria a parti de lá - afirmou ao "The Times".

Ricciardo é costantemente especulado em Ferrari e Mercedes , que terão a possibilidade de abrir duas novas vagas ao final deste ano, já que tanto Kimi Raikkonen quanto Valtteri Bottas tem contrato de apenas uma temporada. E apesar dos rumores sobre o interesse dos dois maiores times, o piloto afirma que não foi procurado por nenhum dos dois times.

- Sinto que se quisessem que eu corresse para eles, deveriam me contatar, mas não aconteceu.

O fato é que a Liberty tem grandes planos para 2021, mas que ainda não são muito bem aceitos por Ferrari e Mercedes. A equipe italiana, inclusive, ameaça constantemente deixar o esporte caso as mudanças não tenham relevância para a escuderia de Maranello.

Globo Esporte