quinta-feira, 12 de abril de 2018

Jornal de Madri defende "pênalti claro", mas catalães falam em "roubo do século"

(Foto: Reprodução)


A polêmica classificação do Real Madrid para as semifinais da Liga dos Campeões, com um pênalti convertido por Cristiano Ronaldo nos acréscimos, gerou debate e foi prato cheio para discussão. A discórdia fica evidente ao analisar as capas dos jornais da Catalunha e os da capital Madri, por exemplo.

Dois dos principais diários esportivos catalães, "Mundo Deportivo" e "Sport" compraram a briga da Juventus e cravaram que a penalidade não existiu. O primeiro traz a manchete "Mestre em arbitragem", referindo-se ao Real Madrid. E disse que o clube merengue conseguiu a vaga "fiel ao seu estilo: com um pênalti muito duvidoso". Confira:

O "Sport", por sua vez, definiu o episódio como "O roubo do século". E completou dizendo que "o árbitro inventou um pênalti inexistente para que o Madrid passasse para as semifinais".

O OUTRO LADO

Por sua vez, o madrilenho "Marca" cravou que a falta de Benatia em cima de Vázquez dentro da área existiu em sua manchete: "Foi pênalti!". E disse que o árbitro inglês Michael Oliver acertou em sua decisão.

Outro diário de Madri, o "As" foi bem menos contundentes que os concorrentes. Por exemplo: não entrou no mérito da existência do pênalti. A manchete "Do pânico à semifinal" retrata apenas o quão dura foi a classificação do Real. Confira:

Globo Esporte