Griffin e Drummond ofuscam retorno de Curry, e Pistons vencem a quinta seguida

(Foto: Reuters)


Até sofrer um estiramento na virilha no dia 9 de novembro contra o Milwaukee Bucks, Stephen Curry ajudou o Golden State Warriors a despontar na Conferência Oeste com 10 vitórias em 12 jogos. E enquanto esteve afastado das quadras, o astro viu sua equipe perder seis de suas onze partidas disputadas. Uma prova indiscutível de que é a espinha dorsal da franquia. Neste sábado, após 21 dias de ausência, Curry voltou às quadras e ao lado de Kevin Durant e Klay Thompson, não conseguiu superar a grande noite de Andre Drummond e Blake Griffin. A dupla foi fenomenal na vitória por 111 a 102 do Detroit Pistons sobre o Golden State Warriors.

Mal nos arremessos para três pontos (23%) e engolido na batalha pelos rebotes ofensivos, o Golden State não conseguiu desempenhar em quadra sua habitual competitividade. O time de Oakland teve problemas com um Andre Drummond gigantesco no garrafão e nos rebotes (16 pontos e 19 rebotes), e sofreu com as oportunidades extras obtidas pelo time da casa.

Com 26 pontos e 5 assistências, Blake Griffin foi o destaque ofensivo dos Pistons, mas não esteve sozinho. A grande atuação do banco de reservas do Detroit foi outro fator que embalou o anfitrião, que também teve inspiração defensiva. Nos Warriors, Kevin Durant teve noite oscilante, terminando com 28 pontos. Com 27, Curry teve um retorno morno, já que lhe faltou eficiência. Klay Thompson foi o terceiro cestinha do time do Oeste, anotando 21 pontos. Essa foi a sexta derrota seguida dos Warriors fora de casa na temporada.

O jogo

Em Michigan, um início de jogo em que as defesas levaram vantagem sobre os ataques. Não por acaso, os erros nos arremessos foram frequentes de parte a parte, com Curry mostrando bom envolvimento no ataque dos Warriors através de sua boa distribuição de bola. Seus arremessos de fora, no entanto, não caíam, possibilitando que os Pistons abrissem seis pontos no período.

Com Curry frio, quem resolveu assumir as rédeas no ataque foi a dupla Kevin Durant (7 pontos) e Klay Thompson (10 pontos). Do outro lado, a dupla Blake Griffin e Andre Drummond se encarregou de manter os Warriors atrás no placar. Mas o time visitante evitou a derrota na parcial, que terminou empatada em 24 a 24.

Warriors não se acertam e Pistons abrem no 2º quarto

No segundo quarto, a intensidade defensiva seguiu como um obstáculo de ambos os lados, principalmente para os Warriors. Vindo do banco dos Pistons, o ala Stanley Johnson deu boa contribuição, assumindo a condição de cestinha da equipe, e ajudando os Pistons a segurarem a liderança no placar. Curry marcou os seus primeiros pontos (7) na parcial, mas com um aproveitamento da linha dos três pontos muito ruim, os Warriors não conseguiam passar à frente. Assim, o time da casa foi para os vestiários vencendo por 54 a 46.

Warriors reagem no 3º período, mas permanecem atrás

Depois de passar boa parte do terceiro período atrás no placar, o Golden State Warriors conseguiu esquentar no fim, se aproximando do rival. Em uma parcial equilibrada, o segredo foi o bom jogo de transição. Kevin Durant e Klay Thompson seguiram como destaque do time de Oakland, e tiveram a ajuda de Curry, que subiu de rendimento e ajudou na defesa. Ao fim do terceiro período, os Pistons venciam por 85 a 78, graças a ótimas atuações do pivô Andre Drummond e do ala-pivô Blake Griffin.

Com basquete organizado, Pistons se impõem e ficam com a vitória

No último quarto, o Detroit se manteve melhor no jogo. Enquanto Durant e Klay estacionaram na produção ofensiva, Curry se manteve em uma crescente. Mas como único lampejo do lado dos Warriors, o armador não conseguia impedir o bom rendimento dos Pistons. Restando 1:25, o time da casa tinha 10 pontos de vantagem. A partir de então, a regra foi valorizar a posse de bola e esperar a vitória ser confirmada: 111 a 102.

Campanhas
Pistons: 13v, 7d (4º do Leste)
Warriors: 15v, 9d (4º do Oeste)

Próximos jogos
Pistons: contra o Thunder, segunda-feira, em casa
Warriors: contra os Hawks, segunda-feira, fora de casa

Knicks superam Bucks na prorrogação

Em casa, na prorrogação e com grande atuação de Emmanuel Mudiay, o New York Knicks venceu o Milwaukee Bucks por 136 a 134. A equipe de Wisconsin, vice-líder da Conferência Leste, fez um primeiro tempo de bom nível ofensivo, chegando a abrir 13 pontos de vantagem. Liderados por Demyean Dotson, os Knicks melhoraram no segundo quarto, cortando a diferença para 5 pontos.

Na volta do intervalo, o roteiro se repetiu, com o Milwaukee se impondo e os Knicks indo buscar 16 pontos de desvantagem. Com o jogo aberto no último quarto, a partida caminhou para um final eletrizante que culminou em uma prorrogação. No período extra, os Knicks garantiram a vitória diante de sua torcida.

O lance que marcou a partida foi uma enterrada de Mario Hezonja, em que passou por cima de Giannis Antetokounmpo, lembrando o que fez Allen Iverson com Tyronn Lue nas finais de 2001. Mudiay teve 28 pontos e 7 assistências. Pelos Bucks, o grande destaque, mais uma vez, foi Antetokounmpo, que anotou 33 pontos, 19 rebotes e 7 assistências.

Campanhas
Knicks: 8v, 16d (12º do Leste)
Bucks: 15v, 7d (2º do Leste)

Próximos jogos
Knicks: contra os Wizards, segunda-feira, em casa
Bucks: contra os Pistons, quata-feira, em casa

Globo Esporte