quarta-feira, 14 de setembro de 2016

Ex-piloto compete na Rio 2016 e leva ouro em ciclismo de estrada

(Foto: Andrew Matthews/AP)

Por Redação Blog do Esporte


A história de Alex Zanardi é um grande sinônimo de superação no esporte. Antes de se tornar paratleta, Zanardi competia como piloto na Fórmula Indy quando um acidente mudou sua vida de por completo. Enquanto saía dos boxes do autódromo de Lausitzig, na Alemanha, o ex-piloto rodou e foi parar no meio da pista. O canadense Alex Tagliani, que vinha a mais de 300 km/h, acertou o carro do italiano, que ficou completamente destruído. Zanardi teve sete paradas cardíacas, perdeu muito sangue e por 15 minutos seu corpo não respondia ao atendimento médico.

O que poderia ser um pesadelo, depois de 15 anos se tornou uma glória. Zanardi se tornou paratleta no ciclismo, e um dia antes de completar 15 anos do trágico acidente, o ex-piloto levou a medalha de ouro no para-ciclismo de estrada na prova contra-relógio com o tempo de 28min36s81s na Rio 2016.

Zanardi precisou amputar as duas pernas depois do acidente e conta como viveu os primeiros dias. “No começo, foi muito difícil. Eu dependia de alguém 24 horas por dia. No começo, até fazer xixi era um feito”, disse o atleta em entrevista coletiva na Vila dos Atletas dos Jogos Paralímpicos do Rio.

Sua chegada ao esporte paralímpico levou um certo tempo. Antes disso, Zanardi se aventurou no Europeu de Turismo, em 2003. Em 2007, após ler um artigo sobre o ex-piloto Clay Regazzoni, Zanardi topou disputa a maratona de Nova York em uma handbike (triciclo que utiliza as mãos para movimentar os pedais e rodas). Terminou a prova em quarto lugar com menos de um mês de preparação. Foi o início do paralimpismo na vida do ex-piloto.

Seu empenho no esporte foi tão grande, que com a ajuda de engenheiros da BMW, sua atual patriconadora, e com peças da Dellara, que já foi fornecedora de chassis para a F-Indy e Fórmula 1, Zanardi projetou sua própria handbike. Para o Rio, Zanardi fez alguns ajustes e melhorias para se adaptar ao circuito que passa pela orla da Cidade Maravilhosa.

Atualmente, Alex Zanardi possui três medalhas olímpicas, duas delas de ouro nas categorias contra-relógio e prova de estrada em Londres 2012, além de oito títulos mundiais. Zanardi ainda disputará outras provas no Rio de Janeiro.