segunda-feira, 5 de setembro de 2016

Red Bull encerra patrocínio de 10 anos na Stock Car

(Foto: Duda Bairros/Vicar)


A Red Bull Racing anunciou a retirada do patrocínio na Stock Car. Nos dez anos de investimento na principal categoria do automobilismo nacional, a empresa conquistou três títulos individuais (todas com Cacá Bueno) e dois títulos em equipe. Em comunicado, a Red Bull não informa o motivo de seu desligamento na Stock Car, dizendo que é um "até breve".

"É triste que uma equipe tão vitoriosa chegue ao fim", disse Cacá Bueno.

"Só tenho a agradecer ao Andreas Mattheis por sua dedicação e competência e a todo o time Red Bull Racing pelos últimos oito anos. Isso não muda nada na minha vontade, gana e foco, que é e sempre foi a luta por vitórias e títulos. E é isso que vou fazer até o fim da minha carreira", complementou o piloto.

Os números da equipe (até agora):

Red Bull Racing 2007 – 2016:
Três títulos de pilotos (Cacá Bueno, 2009, 2011 e 2012)
Dois títulos de equipes (2009 e 2012)
27 vitórias
27 pole positions
Daniel Serra (Red Bull Racing 2007 - 2016):
11 vitórias
5 pole positions
Cacá Bueno (Red Bull Racing 2009 - 2016):
15 vitórias
22 pole positions
Hoover Orsi (Red Bull Racing 2007 - 2008):
1 vitória

Leia o comunicado da Red Bull:

Foram dez anos intensos. Vitórias, derrotas, decepções, sucessos, disputas... muitas disputas!

Não é sempre que se chega na principal categoria do automobilismo do Brasil fazendo pole position logo de cara, em sua primeira corrida. É... E a gente conseguiu. Lembra Serrinha?

Chegamos para bater de frente com gente muito boa e com muito mais experiência, afinal estávamos no meio de caras como Ingo Hoffmann e Chico Serra; mas mostramos que daríamos trabalho. E esse foi nosso principal foco em dez anos de Stock Car: trabalho!

Os dois primeiros anos foram difíceis e de muito aprendizado.

Sofremos e amadurecemos para, então, com uma nova estrutura, chegar ao nosso primeiro título, logo na terceira temporada. Cacá, com quem já estávamos desde 2004, ajudou a formar com Andreas Mattheis uma parceria que se tornaria a mais vitoriosa da categoria, com 15 vitórias, 22 pole positions e três títulos (2009, 2011 e 2012) em oito anos juntos.

Três títulos só de pilotos, porque conquistamos outros dois de melhor equipe, em 2009 e 2012.

Também vimos aquele menino, filho de um tricampeão, que chegou chegando na Stock, crescer, amadurecer, virar pai e criar uma família. O título ainda não veio – bateu na trave em 2013! –, mas não ficaríamos esse tempo todo juntos se não tivéssemos a certeza de que isso vai acontecer, Serrinha.

Atingirmos essas marcas não seria possível sem a segurança de uma parceira como a SKY, com uma mentalidade muito próxima à nossa: fazer o melhor para alcançar a máxima performance. Ao longo desses oito anos, essa sinergia só aumentou e não aconteceu apenas dentro da pista, mas também fora dela, comprando todas as nossas brigas – e não foram poucas –, além de acreditar nas nossas maluquices, como levar o carro para o deserto de sal nos Estados Unidos para ver a velocidade máxima de um Stockão. Resposta: 345 km/h.

É... Foram muitas emoções nesses dez anos... Mas tudo que é bom dura tempo suficiente para ser inesquecível. E chegou a hora!

Eu, Red Bull Racing, vou dar uma desacelerada.

Desligar os motores, repensar minhas origens e deixar lembranças inesquecíveis marcadas para sempre nas páginas da Stock Car. E vamos continuar lutando para cravar outras marcas até o fim dessa temporada.

Nós saímos como equipe, mas temos a intenção de continuar dando asas aos nossos pilotos: Cacá Bueno, Daniel Serra e Felipe Fraga. Quem sabe um dia a gente volta?

Voltas... vamos sentir saudades de fazer isso em Interlagos, Curitiba, Cascavel, Londrina, Tarumã, Santa Cruz do Sul...

Até breve,

Red Bull Racing

UOL Esporte