quarta-feira, 14 de setembro de 2016

Rio cobre assentos vazios na Paraolimpíada com banners de patrocinadores

(Foto: UOL Esporte)


Em comunicado oficial nesta terça-feira (13), o Comitê Organizador da Rio 2016 informou que conseguirá bater a meta estabelecida de 2 milhões de ingressos vendidos de um total de 2,5 milhões disponibilizados. O número alcançado, porém, não significa lotação máxima nas arenas. Com a redução da capacidade de alguns locais de provas, sobraram setores vazios que a organização optou por cobri-los com banners gigantes.

Isto aconteceu, especificamente, no Estádio Aquático, onde acontecem as provas de natação, e no Engenhão, onde são disputadas as modalidades de atletismo.

No Aquático, os banners aparecem no anel inferior, atrás do bloco de partida dos nadadores. Já no Estádio Olímpico se localizam no anel superior Leste. Ambos os setores não foram abertos para venda por questões comerciais.

“Parte das arenas desses Jogos, especialmente no Estádio Olímpico, tiveram seus tamanhos reduzidos por causa da demanda e por causa do tamanho dos Jogos como um todo. Ao invés de mostrar assentos vazios na TV, tivemos uma demanda da nossa equipe comercial de ocupar aquele espaço com publicidade, o que pode nos ajudar a conseguir mais patrocínios. Isso faz com que a gente dependa menos de dinheiro público”, disse Mário Andrada, diretor de comunicação da Rio 2016, lembrando do investimento financeiro dos governos federal e municipal:

“Como todos sabemos, temos uma certa quantidade de dinheiro público nos Jogos Paraolímpicos. Consultamos o IPC (comitê internacional) e decidimos utilizar aquele espaço para publicidade”.

Apesar dos espaços vazios, a procura por ingressos e a presença dos torcedores aumentou consideravelmente ao longo dos Jogos Paraolímpicos. No último sábado (10), por exemplo, o Parque Olímpico bateu o recorde de público com 167 mil bilhetes comercializados, superando o dia de maior movimento na Olimpíada, que foi de 157 mil pessoas em 7 de agosto.

Os patrocinadores estampados nos assentos vazios são Petrobras, Loterias, Apex, Embratur.

UOL Esporte