segunda-feira, 7 de agosto de 2017

Antes de Libertadores, Atlético-PR emplaca três jogos sem sofrer gols no Brasileiro

(Foto: Marcos Ribolli)


O Atlético-PR apresentou evolução defensiva nos últimos jogos do Campeonato Brasileiro. Setor que deu "sustos" na torcida atleticana no início da temporada, a defesa voltou a ter bom rendimento. O Furacão passou ileso e não levou gol nos últimos três jogos - venceu Vasco (1 a 0), Avaí (5 a 0) e Palmeiras (1 a 0).

Atualmente o Rubro-Negro possui a oitava melhor defesa do Brasileirão, com 22 gols sofridos em 19 jogos, uma média de 1,15 por partida.

Após o jogo contra o Palmeiras, no último domingo, o goleiro Weverton destacou a melhora defensiva da equipe comandada pelo técnico Fabiano Soares.

– Fico feliz, agradeço a Deus. Eu fiquei feliz por mais uma vez poder ajudar, voltar a fazer grandes defesas. Eu me cobro muito. Sei que isso não vem acontecendo, mas o importante é o clube vencer, e vencemos bem. O importante é que terminamos bem o primeiro turno - disse o capitão em entrevista às rádios.

O camisa 12 ainda vê como normal a oscilação apresentada pelo Atlético-PR no decorrer do primeiro turno.

– É importante resgatar a confiança do time, que começou bem, fazendo grandes jogos, é normal que oscile no ano. Passamos por um momento difícil, a pressão veio, as cobranças, mas nunca deixamos de acreditar e trabalhar. Estamos nos recuperando, são três partidas (vencendo e sem tomar gols) e é buscar mais. Temos um jogo contra o Santos, sabemos o quanto ficou difícil depois do resultado em casa, mas o futebol nos prega surpresas e temos que fazer o nosso melhor. Nada está perdido - completou.

O curioso é que nesses três jogos o Atlético-PR formou três duplas diferentes: contra o Vasco, a zaga foi formada por Wanderson e Paulo André; diante do Avaí, Wanderson e Thiago Heleno; e contra o Palmeiras, Paulo André e Thiago Heleno.

A solidez defensiva reforça a confiança do grupo para encarar o Santos. O Furacão decide a vaga para a próxima fase da Libertadores na próxima quinta-feira, às 21h45 (horário de Brasília), na Vila Belmiro. Na primeira partida, o Rubro-Negro perdeu por 3 a 2 em Curitiba. Agora, o Furacão precisa vencer por dois gols de diferença para o Peixe, que pode até perder por um gol. Em caso de vitória do Atlético-PR por 3 a 2, a decisão será nos pênaltis. Quem passar desse confronto vai pegar o ganhador de Barcelona-EQU x Palmeiras.

Pelo Brasileiro, o Furacão encara o Bahia, às 19h de domingo, na Arena da Baixada, pela abertura do segundo turno.


Globo Esporte