quarta-feira, 16 de agosto de 2017

Conheça 5 hábitos ruins que boicotam sua rotina de exercícios

(Foto: Shutterstock)


Frequentar uma academia, participar de atividades ao ar livre, fazer exercícios dentro de casa. Existem diversas maneiras de movimentar o corpo e manter uma rotina mais saudável. Muitas pessoas, no entanto, praticam exercícios mas conservam hábitos prejudiciais que comprometem a eficiência e os resultados dos treinos.

A atleta Cris Senna, ex-proprietária de uma academia em Belo Horizonte e desenvolvedora do método Desafio Vip 60, já conheceu muitos desses casos --que não são tão incomuns quanto deveriam ser. “Qualquer pessoa pode melhorar sua forma física, basta apenas reservar alguns minutos por dia e ter a disciplina para manter a rotina de exercícios”, explica ela. “Mas também é preciso ficar atento para hábitos que podem sabotar a eficiência dos treinamentos”, alerta.

Abaixo, conheça cinco hábitos que são um verdadeiro ‘estrago’ para o treino:

‘Errar a mão’ na alimentação

Muita gente corre para a academia e, na pressa de chegar após um dia atarefado de trabalho, deixa de se alimentar. Outros, seduzidas pela promessa de potencializar a queima de gordura, fazem jejum antes do treino. “Quem jejua antes do treino pode passar mal e até desmaiar, se exercitar sem comer é uma péssima escolha para a saúde”, alerta a especialista.

No entanto, não exagere no lanche pré-treino– comer demais ou escolher alimentos inadequados pode causar uma indigestão. “O ideal é se alimentar de 30 minutos a uma hora antes de começar a se exercitar e optar por uma refeição leve, como uma fruta com um iogurte, ou um sanduíche com pão de forma integral e queijo branco”, indica Cris.

Outra conduta errada é “banquetear” após um treino, comendo demais ou ingerindo alimentos gordurosos porque “queimou” muitas calorias. “Depois de treinar é comum sentir fome, o corpo precisa de alimento para se recuperar. Coma moderadamente e dê preferência aos alimentos saudáveis. Não use o treino para compensar calorias extras futuras”.

Usar roupas inadequadas ao treino

Já pensou em treinar usando jeans ou sapatênis? Por mais estranho que pareça, algumas pessoas - seja por preguiça ou porque querem estar na ‘moda’ optam por vestimentas totalmente inadequadas ao treino.

“Não é uma questão de modismo, é preciso escolher bem o que vestir na hora de se exercitar. A roupa precisa ser confortável para que os movimentos possam ser executados sem dificuldade, e o tênis não pode estar apertado, dessa forma evitando machucados ou lesões”, alerta.

Exagerar nos drinks na noite anterior

Muita gente cuida da alimentação, mas esquece de que as bebidas também podem ser nocivas. A ingestão de bebida alcoólica também engorda e, os excessos são prejudiciais à qualidade do treino. Por isso, nada de exagerar no happy hour depois do trabalho na noite anterior.

“Treinar de ressaca não é uma boa ideia, o corpo fica desidratado e é difícil que se consiga a mesma performance que se teria se não tivesse bebido na noite anterior. O ideal é ter moderação sempre, ingerindo apenas um ou no máximo dois drinks. Bebidas alcoólicas em excesso prejudicam não somente os treinos, como também a saúde em geral”.

Não manter regularidade dos exercícios

O treino eficaz depende de uma rotina estruturada e, para conseguir resultados e evoluir na performance física, precisamos nos comprometer a dar continuidade aos exercícios.

“Não adianta ‘se matar’ em um dia, indo além do seu limite, e depois ficar um mês sem treinar. O segredo é a regularidade. O ideal é encontrar um horário vago na agenda e se comprometer a treinar sempre naquele horário. Quem mantém isso por um mês já verá os primeiros resultados, e não irá se arrepender”, comenta Cris.

Esquecer da hidratação

Durante o treino, o corpo consome água enquanto elimina toxinas pelo suor. Por isso, esquecer de manter-se sempre hidratado por ser muito nocivo para o organismo. “Quem não está habituado a tomar água com frequência precisa redobrar a atenção durante o treino. Leve sempre consigo uma garrafinha para se lembrar de tomar água”, sugere a atleta.

Além disso, segundo Cris, a hidratação deve continuar ao longo do dia. “Não adianta ingerir líquido somente na hora de treinar, o correto é tomar ao menos 2 litros de água todos os dias. Isso deve ocorrer durante o dia, desde o momento que se acorda até a hora de dormir, intensificando na hora do exercício”, recomenda.