sexta-feira, 25 de agosto de 2017

Hamilton dá o troco em Raikkonen e lidera a segunda sessão de treinos livres em Spa

(Foto: Reprodução)


O primeiro dia de treinos livres para o GP da Bélgica teve o protagonismo dividido entre Lewis Hamilton e Kimi Raikkonen. Se na primeira sessão o finlandês liderou, com o inglês em segundo, no segundo treino foi a vez dos rivais inverterem as posições. Hamilton colocou a Mercedes na ponta, com 1m44s753, 0s262 à frente do piloto da da Ferrari. Na terceira posição veio Valtteri Bottas, anotando 1m45s180, com Max Verstappen da RBR pouco atrás, em quarto.

Líder do campeonato, Sebastian Vettel, que foi terceiro pela manhã, anotou apenas o quinto melhor tempo com a Ferrari. Destaque para os dois carros da Renault dentro do top 10, com Nico Hulkenberg em sétimo e Jolyon Palmer em décimo. O inglês, por sinal, começa bem um final de semana em que esteve ameaçado de perder uma das sessões para ceder o cockpit para Robert Kubica, o que não aconteceu.

Depois de ficar fora do GP da Hungria, dando lugar a Paul di Resta, por conta de vertigem, Massa foi examinado e liberado pelos médicos da categoria para participar da etapa da Bélgica. E na sua primeira tentativa de volta rápida logo no início da sessão, Massa atacou a zebra forte demais na saída da última perna das curvas "Les Combes", perdeu e frente e, na tentativa de corrigir, acabou sendo projetado para a o muro, causando a única bandeira vermelha do dia. Apesar da força da batida, o piloto saiu sozinho do carro. Porém, o chassi do piloto teve que ser trocado, inviabilizando a participação de Felipe na segunda atividade.

Globo Esporte