segunda-feira, 7 de agosto de 2017

Presidente critica forma como Neymar deixou o Barcelona: "Não foi das melhores"

 (Foto: EFE)


A saída de Neymar para o Paris Saint-Germain surpreendeu muitos torcedores do Barcelona, principalmente por ocorrer menos de um ano depois de o astro renovar seu contrato. Mas a diretoria do clube catalão parece não ter ficado surpresa, como deixou claro o presidente Josep Maria Bartomeu em evento nesta segunda-feira. Ao falar sobre o adeus do brasileiro, o mandatário desdenhou ao dizer que qualquer desfecho da novela das últimas semanas seria bom para o Barça: a permanência de um grande jogador ou o recebimento de uma ótima compensação financeira.

- Prevíamos que Neymar poderia sair, e por isso aumentamos a cláusula. Agora estamos trabalhando para buscar seus substitutos. A decisão, fosse a que fosse, seria bom para o Barça. Se ficasse, manteríamos um grande jogador, e se fosse, ganharíamos uma grande quantia. Com esta cláusula temos todas as garantias para contratar. A forma não foi das melhores, não é a que deve defender um jogador nosso. Mas este dinheiro servirá para melhorar nosso patrimônio - declarou Bartomeu.

A fala do presidente ocorreu diante de um público que provavelmente guarda mágoas de Neymar: os fãs do clube, na abertura do segundo dia do 38º Congresso de Torcedores do Barcelona. Antes de falar sobre os planos que tem para os € 222 milhões (R$ 820 milhões) recebidos pela multa rescisória do brasileiro, Bartomeu iniciou seu discurso justamente pedindo para fechar tal capítulo e olhar para o futuro. E aproveitou para alfinetar o PSG.

- Queremos falar de futuro. Somos o Barça, um clube querido ao redor do mundo. Mas, antes, queremos dar por encerrado um capítulo do passado. Neymar fez parte de nosso clube, mas hoje já é história. É uma decisão sua, embora tenhamos feito tudo o que estava em nossas mãos para que ficasse. Sempre atuando com a responsabilidade que nos cabe, respeitamos sua decisão, ainda que não concordemos. Tudo tem um limite, e nenhum jogador pode estar acima do Barça. Somos um clube com 118 anos de história, com grandes jogadores, com mais de 140 mil sócios. É nosso, dos sócios, e não de um xeque ou de um oligarca - disse.

Bartomeu exaltou as condições financeiras do Barcelona, negando que o clube esteja em dificuldades econômicas e citando uma lista da revista "Forbes" que aponta o time como o segundo mais valioso do mundo, atrás do Manchester United. Chamando o Barça de "melhor pagador do mundo", o presidente exaltou o acordo com o novo patrocinador e deixou claro que haverá novas contratações em breve.

- Traremos jogadores. O primeiro foi Semedo, mas evidentemente virão mais. Este ano já não falaremos de tridente, falaremos de equipe - encerrou.

Globo Esporte