Douglas Costa sai do banco, muda o jogo, e Juventus fica muito perto do hepta

(Foto: Reprodução)


A Juventus está ainda mais perto de confirmar o hepcampeonato italiano. Mas deve um agradecimento especial a Douglas Costa neste sábado. O brasileiro saiu do banco, infernizou a defesa do Bologna e comandou a vitória de virada por 3 a 1 com duas assistências para Khedira e Dybala. Verdi abriu o placar em Turim, enquanto De Maio, contra, deixou tudo igual em jogo pela 36ª rodada.

A diferença para o Napoli passou a ser de sete pontos (91 a 84). Ou seja: se o time do sul da Itália for derrotado para o Torino neste domingo, no San Paolo, o título será confirmado matematicamente. Em caso de empate, a Juve poderia ser campeã até mesmo perdendo seus dois jogos restantes (Roma fora e Hellas Verona em casa) por conta do saldo de gols (61 a 45).

A Juve fez um péssimo primeiro tempo e foi para o vestiário com a derrota parcial graças ao erro de Buffon numa saída de bola. O goleiro entregou na fogueira para Rugani, que cometeu pênalti em Crisetig. Verdi cobrou com enorme categoria. Tudo mudou na etapa final com a entrada de Douglas Costa. Aos seis, Cuadrado cruzou, e De Maio jogou contra o próprio patrimônio. O brasileiro, então, participou diretamente da virada com assistências para Khedira (Mirante falhou) e Dybala.

A atuação de Douglas Costa ratificou o seu grande momento e nos leva a acreditar que muito provavelmente ele estará na Copa do Mundo. Jogando pela ponta-esquerda, o camisa 11 levou perigo constante à defesa, com dribles e muita velocidade. Ainda quase fez um golaço de letra numa jogada que rodaria o mundo.

Globo Esporte