terça-feira, 19 de setembro de 2017

Comercial-SP aprova novo estatuto e prepara votação para a presidência em setembro

(Foto: Reprodução)

Por Nicholas Araujo
Ribeirão Preto, SP


O Comercial se movimenta para as novas eleições da presidência do clube, que foram antecipadas para a próxima semana, no dia 25 de setembro. A reunião do Conselho Deliberativo ocorrida nesta segunda-feira (18) definiu também algumas mudanças no estatuto do clube.

De acordo com o Conselho, o novo estatuto trata principalmente da participação dos associados em assembleia, mas sem direito de voto em decisões internas. Também foi debatido a manutenção dos padrões dos uniformes, ficando proibido a alteração e inclusão de cores que não sejam o preto e branco, as tradicionais do clube.

Por enquanto, o presidente do Conselho, Fábio Hersi, não recebeu nenhuma candidatura de chapa para a presidência, mas ele acredita que haverá um candidato até o dia 25. Caso isso não ocorra, os vice-presidentes deverão assumir. ”O grupo está se organizando para fechar um nome de consenso. Está bem próximo. Creio que irá aparecer até o dia 25”, afirmou Hersi.

O atual mandatário, Brenno Spinelli, pedirá a renúncia no dia 26, mas, segundo ele, contra a sua vontade. Ele criticou a postura do Conselho de antecipar as eleições e disse que esta manobra só irá prejudicar o clube.

“Falta alguém com colhão, só sabem jogar pedra e sair correndo, parecem aqueles moleques, que quebram vidraça e depois saem correndo. O Comercial é pródigo nisso. Deixei claro ao Fábio que tinha achado precipitado marcar a eleição. Como marcaram, o meu mandato se encerra no dia 25 de setembro”, comentou o dirigente em entrevista ao Globo Esporte.

No caso de não aparecer candidatos, Brenno lamentou a situação e descarta um possível adiamento das eleições:

“A minha posição, e que já externei, eu interpreto que minha gestão vai até 25 de setembro, por conta da marcação da eleição. Se não tiver candidato, no caso, chamam os vices, se ninguém assumir, cai no colo do Conselho. Se mudarem a data, sentamos e conversamos - comentou o presidente, que vê o clube prejudicado com a indefinição.”

(Foto: Reprodução)