domingo, 3 de setembro de 2017

França para na retranca de Luxemburgo, vê tabu cair, mas empate a mantém na ponta

(Foto: Reuters)


Uma linha ofensiva com Griezmann, Mbappé, Lemar, Pogba e Giroud de um lado; do outro, a pior defesa do Grupo A das eliminatórias. O resultado? Um empate sem gols neste domingo em Toulouse que quebra um jejum de mais de 100 anos entre dois vizinhos. Afinal, o último tropeço da França diante de Luxemburgo aconteceu em 1914. Se tem cara de derrota, o resultado, ao menos, serve para manter os Bleus na liderança da chave, que dá vaga direta para a Copa da Rússia. Sem chances de classificação, a seleção de Luxemburgo comemorou o ponto conquistado fora de casa como um título.

Fora da briga com apenas cinco pontos em oito jogos, Luxemburgo apenas pulou da última para a penúltima colocação, mas mexeu consideravelmente na briga pela vaga. Afinal, a França viu a diferença na liderança diante da Suécia diminuir de três para um ponto - a terceira Holanda também se aproximou de Mbappé e companhia. Com mais duas rodadas pela frente, apenas o primeiro colocado se classifica direto para a Rússia, enquanto o segundo precisa passar por uma repescagem para buscar a vaga na Copa.

Foi a primeira vez que a França não venceu Luxemburgo desde... fevereiro de 1914, quando perdeu por 5 a 4. Em 15 jogos oficiais entre os dois vizinhos foi o primeiro tropeço dos Bleus no confronto.

Com 32 finalizações e 74% de posse de bola, a França foi melhor do início ao fim. Na primeira metade da etapa inicial, mostrou mais intensidade, chutou de todos os jeitos, mas parou na retranca montada pela pior defesa do Grupo A (que, acredite, foi bem na sua missão). Depois, cansado, o ritmo do time de Deschamps caiu, mas ainda assim continuou dominando e acertou o travessão em cobrança de falta de Griezmann. Na volta do intervalo, os anfitriões entraram decididos a espantarem a zebra, mas apesar da pressão não conseguiram vencer a defesa adversária. Ainda escaparam de sofrer uma derrota que custaria a liderança após Gerson Rodrigues carimbar a trave de Lloris aos 33.

Após sair do banco contra a Holanda e marcar seu primeiro gol com a camisa da França, Mbappé ganhou uma chance no time titular neste domingo. Nos primeiros 20 minutos, ele foi o melhor em campo e representou a grande ameaça ao gol de Joubert. Só que caiu consideravelmente de produção após esse começo promissor e foi substituído no início do segundo tempo por Coman (que não acrescentou muito à equipe).

Na próxima rodada, em sete de outubro, a França visita a quarta Bulgária, e Luxemburgo vai à Escandinávia encarar a Suécia - a Laranja encara o lanterna Belarus fora de casa. O time de Deschamps encerra a fase de grupos diante dos últimos colocados em casa, enquanto holandeses e suecos fazem confronto direto em Amsterdã, muito provavelmente, por uma vaga na repescagem.

Globo Esporte