sábado, 2 de setembro de 2017

Joia de 17 anos do Liverpool mantém Gales vivo por volta à Copa após 60 anos

(Foto: Reuters/John Sibley)


Um chutaço de fora da área apenas cinco minutos depois de entrar no segundo tempo deu ao jovem Ben Woodburn, de 17 anos, o posto de herói do dia no País de Gales. A conclusão quase da intermediária que entrou no canto, depois de domínio de bola difícil em rebatida pelo alto, garantiu a vitória da seleção britânica sobre a Áustria por 1 a 0, no Cardiff Stadium, neste sábado, pela sétima rodada do Grupo D das eliminatórias europeias da Copa do Mundo de 2018.


Com os três pontos, País de Gales se desgarrou do adversário direto com quem tinha empatado por 2 a 2 fora de casa, no segundo jogo pelo torneio classificatório, em outubro do ano passado. Em terceiro lugar, agora soma 11, contra oito da Áustria, quarto e praticamente eliminado.

A perseguição à vaga direta dada ao primeiro colocado parece difícil, pois a Sérvia ganhou da Moldávia por 3 a 0 neste sábado e manteve a vantagem na liderança, somando 15. Mas a Irlanda tropeçou na Geórgia, com o empate por 1 a 1, e diminuiu de quatro para dois pontos a diferença pelo direito de buscar a classificação na repescagem como segundo lugar da chave.

Presente apenas na Copa de 1958, País de Gales vem de sua única outra participação em torneios internacionais. Na Eurocopa de 2016, perdeu nas semifinais para o então futuro campeão Portugal.

Neste sábado, Gales teve dificuldades no primeiro tempo e quase sofreu gol em chute de efeito de Arnautovic dentro da área. Mas conseguiu marcar no segundo graças à entrada de Ben Woodburn no lugar de Sam Vokes e quase ampliou na parte final do jogo. Gareth Bale deu um lindo drible em dois marcadores, de costas, perto da bandeirinha de escanteio, e acertou uma bicicleta nos acréscimos que por pouco não entrou. Robson-Kanu também ficou perto de balançar a rede, ao acertar a trave nos últimos minutos.

Globo Esporte