sábado, 14 de outubro de 2017

Botafogo reclama de arbitragem após derrota no clássico: ''Foi covarde''

(Foto: André Durão)


A equipe do Botafogo não poupou reclamações após a derrota por 1 a 0 diante do Vasco. Para os alvinegros, houve erros de arbitragem que prejudicaram a equipe no clássico do Maracanã. Os questionamentos foram em cima de lances duvidosos que tiveram ligação direta com o resultado.

- Dois pênaltis. Bola na mão na área não é pênalti? Ele foi covarde, deixou a desejar. Ele prejudicou a gente hoje. Não pode colocar um juiz fraco desse - reclamou Bruno Silva, na saída de campo.

De acordo com a reclamação dos alvinegros, o início da jogada que originou o gol de Nenê teria sido irregular. No entanto, a bola bate na perna e em seguida no braço de Madson, dentro da área, o que o árbitro não considerou como pênalti. Na sequência da jogada, Nenê recebe, tromba com a zaga e no bate-rebate a bola toca em seu peito e sobra para ele mesmo chutar de fora da área e marcar.

- Se for para usar os critérios tem que usar para os dois lados. Teve duas ou três bolas na mão. No meu lance com o Madson foi bola na mão. Depois fora da área foi falta. Tenho que ver na televisão. Ele deu cinco minutos de acréscimo, mas o jogo ficou parado por três minutos - reclamou Rodrigo Pimpão.

Após o jogo, Jair Ventura e alguns membros de sua comissão técnica reclamaram diretamente com o trio de arbitragem no campo. Em sua coletiva de imprensa, no entanto, o treinador preferiu não entrar no assunto.

- Vou seguir minha linha de não reclamar de arbitragem. Explicar uma derrota é sempre complicado. Um jogo truncado, com poucas oportunidades. O Botafogo com mais posse, mas sem chance clara. O Vasco teve um bom chute de fora da área e o gol. Clássico é decidido em poucos detalhes - disse Jair.

Globo Esporte