segunda-feira, 2 de outubro de 2017

Botafogo-SP espera definir novo técnico e gerente de futebol para esta semana

(Foto: Reprodução)

Por Nicholas Araujo
Ribeirão Preto, SP


A semana será de decisões para o Botafogo-SP. Enquanto a diretoria ainda acerta salários atrasados e tenta driblar a baixa no caixa após ficar pelo caminho na série C do Campeonato Brasileiro, a diretoria de futebol agiliza a chegada de um novo gerente de futebol e o novo técnico para 2018.

Em entrevista para a rádio Rede Fé, de Ribeirão, o diretor de futebol Fernando Gelfuso espera que o próximo treinador corresponda a torcida exigente do tricolor.

“Precisa ser um profissional com a cara do Botafogo. A nossa torcida é exigente, apaixonada como tem que ser de um clube centenário. É uma torcida que não se contenta só com a vitória, tem que vir junto com entrega, com atletas e profissionais que deem o sangue. Queremos um perfil aguerrido. Isso pesa muito nessa decisão”, disse.

O diretor confirmou que Dado Cavalcanti e Tarcísio Pugliese, nomes especulados pela imprensa na última semana, foram procurados para assumir o Fogão. “Temos esses nomes falados pela imprensa, são bons nomes, alguns já tivemos contatos, mas temos outras opções que estamos trabalhando. Espero que até semana que vem tenhamos surpresas”.

Tarcísio Pugliese é uma das opções para assumir o Pantera (Foto: Miguel Schincariol / Ituano FC)

Caixa

A presidência do clube admite dificuldade no mercado para acertar salários para o futebol treinador e jogadores. O diretor Osvaldo Festucci mantém cautela para montar o novo elenco botafoguense. 

“É um trabalho difícil, árduo, pois você tem um limite orçamentário gigantesco. Sempre falo que qualquer um é bom quando se monta time com dinheiro. Agora, com recurso limitado e baixo, não é uma tarefa fácil. Mas vai acontecer, o time será montado e nossa expectativa é fazer um bom campeonato”, explicou.

Polêmica

A fala do ex-técnico Moacir Junior, no final de setembro, ainda repercute nos bastidores do clube. No entanto, nenhum dos atletas se pronunciou oficialmente pelo atrasado de salários ocorridos no período de contrato no Botafogo e também sobre o tratamento oferecido pela diretoria.