sábado, 14 de outubro de 2017

Diretoria promete ‘jogo das estrelas’ e retorno do poliesportivo em ano do centenário do Botafogo

(Foto: Nicholas Araujo)

Por Nicholas Araujo
Ribeirão Preto, SP


A diretoria do Botafogo de Ribeirão Preto promete muitas novidades e futebol para o ano do centenário. Uma dessas ações é o “jogo das estrelas” que será promovido pelo ex-jogador Roberto Carlos junto ao comando botafoguense. A partida deve acontecer no dia 27 de dezembro de 2017.

No último dia 12, durante as comemorações dos 99 anos, o presidente do centenário Rogério Barizza externou a ideia da partida com estrelas do mundo da bola. Alguns nomes que devem participar do evento foram relevados, como a dupla Bruno e Marrone, Alexandre e Fernando Pires, a ex-atleta Milene Domingues e seu filho Ronald, de seu relacionamento com Ronaldo Fenômeno.

Outra ideia é trazer Neymar para o jogo, além da transmissão ser feita pela Fox Sports. “Teremos ex-atletas que jogaram no Botafogo, como o Bordon, Doni, Lucas e vamos tentar trazer o Neymar, que está quase confirmado. Vamos tentar outros jogadores da seleção brasileira”, comentou o ex-presidente botafoguense.

Poliesportivo

Como dito aqui no Blog do Esporte, outra ação para o centenário é reaver o Poliesportivo, localizado no bairro Vila Tibério, e que hoje está desativado. O local foi arrematado em um leilão há anos para pagar dívidas do clube e desde então está fechado. O projeto idealizado pelo vereador André Trindade já foi repassado para o prefeito Duarte Nogueira.

De início, a prefeitura faria uma troca com o proprietário. Enquanto Nogueira cederia um terreno com valor equivalente a área do Poli, este mudaria de dono, passando a Prefeitura como nova proprietária. Caso isso aconteça, o Poli seria reformado e utilizado como local de formação de jovens atletas, que hoje está concentrado na Cava do Bosque. De acordo com Trindade, as conversas já avançaram de modo positivo com o atual proprietário do Poli.

O vereador ainda conseguiu, junto à Câmara Municipal, aprovar o projeto que coloca o Botafogo como patrimônio imaterial da cidade de Ribeirão Preto. A proposta foi votada na sessão do último dia 10 de outubro e aprovada por unanimidade, com 25 votos.