segunda-feira, 2 de outubro de 2017

Ponto de Opinião: Mundo do futebol preocupado com a independência da Catalunha

(Foto: Reprodução)

Por Nicholas Araujo
Redação Blog do Esporte


O Campeonato Espanhol viveu uma situação diferente neste fim de semana. O referendo para a independência da Catalunha foi realizado no domingo (1º) e muitos apoiadores aderiram a paralisação e alguns serviços ficaram prejudicados na região.

Mesmo assim, o Barcelona entrou em campo contra o Las Palmas – em partida vencida pelo Barça por 3 a 0 – em estádio fechado e sem torcida. A atitude irritou a imprensa catalã, que defendeu que o clube não entrasse em campo. O time B também entrou em campo no fim de semana, contra o Gimmástic, clube também da Catalunha.

A independência pode causar uma reviravolta no Barcelona, que teria que abandonar o Campeonato Espanhol, como foi dito pelo presidente da Liga, Javier Tebas, que deixou claro sua oposição com a independência da Catalunha. A alternativa seria a criação do Campeonato Catalão, o que colocaria o Barça em fases preliminares da Liga dos Campeões e Liga Europa, ou a ida ao Campeonato Francês, que foi oferecido pelo primeiro-ministro da França, Manuel Valls, há três anos.

A mudança também afetaria outras equipes como o Espanyol e o Girona. Além disso, a Uefa olha com a atenção para a independência, já que a relação da entidade com o Barcelona não é das melhores nos últimos anos. O Barça chegou a ser multado por liberar as manifestações no estádio Camp Nou.

Independente disso, o futebol europeu sofria "mínimas mudanças", mas o atrativo financeiro que o Barcelona traz, poderia prejudicar as Ligas Europeias. Nos bastidores, a independência é tratada com cautela, mas é visível que o assunto não deveria ir para frente. Uma pena, para um povo que pede há anos por mudanças significativas no governo.