sábado, 4 de novembro de 2017

Em reedição da última final, Bauru vira no fim e vence Paulistano na abertura do NBB

(Foto: Reprodução)


A chavão do "NBB mais equilibrado da história" citado por todos os técnicos das equipes foi visto dentro de quadra. A primeira partida da 10ª temporada foi decidida apenas na última bola, e o Bauru derrotou o Paulistano por 72 a 71, com uma cesta de Duda Machado faltando 16 segundos para o fim (assista no vídeo acima). O campeão paulista teve a chance de vencer o atual campeão nacional, mas não conseguiu o empate com Lucas Dias.


Na partida deste sábado, no ginásio Antônio Prado Jr., Anthony, do Bauru, foi o cestinha, com 20 pontos. Alex ficou perto de um triplo-duplo: 18 pontos, 10 rebotes e sete assistências. Pelo lado do Paulistano, Lucas Dias foi quem mais pontuou, com 16, e o armador Elinho esteve em tarde inspirada, com dez assistências.

As duas equipes estão entre as principais cotadas ao título do NBB em um guia especial produzido pelo GloboEsporte.com. Na lista, Flamengo, Bauru e Vasco aparecem empatados em primeiros, e o Paulistano é o sexto. Veja aqui os elencos e os destaques de cada uma das 15 equipes da competição.

- A vitória foi da defesa. A gente mudou muito a equipe, ainda precisa de entrosamento. Mas a defesa não é só isso, é vontade também, e acabamos coroados por uma ação defensiva no fim do jogo - disse Shilton, do Bauru, que terminou com dois pontos e dois rebotes.

O primeiro tempo foi equilibrado, mas com vantagem, na maior parte do tempo, do Paulsitano. No terceiro período, o time vermelho chegou a abrir dez pontos, mas, a partir do fim do quarto, viu a diferença ruir. Na metade do último quarto, o Bauru virou. Duda Machado acertou um chute de meia distância e fez 72 a 71. Faltando 16 segundos no cronômetro, o jogo foi para a última bola. Paulistano no ataque. Só precisava de uma cesta de dois pontos. Lucas Dias forçou o arremesso, tentou cavar uma falta e mandou no aro. Fim de papo. Vitória dos atuais campeões do NBB.

- Não podemos jogar tão mal assim na frente da nossa torcida. No último lance, conseguimos fazer o que foi pedido, mas a bola não caiu, infelizmente - disse Lucas Dias

Cabelos dourados

Para comemorar o título paulista conquistado na última quinta-feira, em vitória contra o Franca, três jogadores do Paulistano descoloriram os cabelos: Yago, Lucas Dias e Deryk. Em quadra, o trio anotou junto 22 pontos.

Torcida

O mando era do Bauru, mas o time do interior paulista cumpre punição de quatro jogos por conta de uma confusão na final do torneio do ano passado. Dessa forma, em comum acordo, os times decidiram jogar no ginásio do Paulistano, em São Paulo, mas com o Bauru de mandante. Na teoria, as arquibancadas estariam divididas, mas o time da capital contou com muito mais torcedores.

Alto nível

Bauru e Paulistano possuem em seus elencos três atletas cada na pré-lista da seleção brasileira adulta, divulgada pelo novo técnico A, o croata leksandar Petrovic. Alex Garcia, Renan Lenz e Rafael Hettsheimeir pelo lado do Bauru, e Lucas Dias, Yago Matheus e Jhonatan representando as cores do Paulistano.

O jogo

1º quarto

O Bauru abriu, logo de cara, 6 a 0, mas em poucos segundos o time do Paulistano já virou para 7 a 6. As bolas de longa distância não caíam de nenhum lado, então a solução era penetrar. Mesmo errando contra-ataques, o time vermelho conseguiu abrir 14 a 10, com destaque para Lucas Dias. Muita correria e muitos erros marcaram o primeiro quarto, que terminou empatado em 17 a 17.

2º quarto

As duas equipes voltaram mais calibradas para o segundo período, acertando as bolas de longa distância. O equilíbrio, porém, seguiu o mesmo. De um lado, Alex colocava de três e penetrava. Do outro, Eddy era o principal nome. Os erros das duas equipes eram muitos, e o placar apontou, no intervalo, 36 a 33 para o Paulistano.

3º quarto 

Logo nos primeiros minutos do terceiro quarto, o Paulistano abriu 10 pontos, 43 a 33, com destaque para o bom momento de Lucas Dias. Os times seguiram trocando cestas. Pelo Bauru, Anthony parecia ter entrado no jogo após ser bem marcado no primeiro tempo. Nos últimos minutos, o Bauru encostou, 56 a 52.

4º período

No início do último período, Du Sommer entrou no jogo para o Paulistano e, em menos de cinco minutos, já estava com sete pontos. Pelo Bauru, Michael era efetivo no ataque. O placar seguia com o Paulistano na frente, mas o time do interior sempre colado. Faltando 4 minutos e meio, veio o empate, finalmente e, na sequência, uma bola de três de Renan colocou o Bauru na frente, 68 a 67. Uma bola de três de Yago recolocou o time vermelho na ponta, com 71 a 70, faltando 1min30s para o fim. Quando o cronômetro apontou 16 segundos, o Bauru passou de novo, com Duda, 72 a 71. Aí, o Paulistano tinha a bola do jogo. Lucas Dias perdeu a chance. 

Regulamento NBB

As 15 equipes jogam turno e returno, com as quatro primeiras colocadas avançando diretamente para as quartas de final. Os times que ficarem de quinto a 12º jogam uma espécie de oitavas de final, sempre em melhro de cinco. Os dois últimos colocados são rebaixados.

Próximos jogos

Na quarta-feira, dia 8, o Bauru recebe o Campo Mourão em local ainda não definido, enquanto o Paulistano volta à quadra na sexta-feira, contra o Franca.

Ficha do jogo

Bauru 72 x 71 Paulistano
Ginásio: Gin. Antonio Prado Jr.
Árbitros: Marcos Benito (1), Fabiano Huber (2) e Gustavo Mathias (3)

Bauru
Titulares: Anthony (20), Shilton (2), Isaac (0), Alex (18) e Renan (8). Entraram: Duda (10), Gui (2), Stefano (0), Michael (12), Jaú (0) e Anthony (0). Técnico: Hudson Previdelo.

Paulistano
Titulares: Elinho (7), Jhonatan (5), Lucas Dias (17), Fuller (0) e Sommer (14). Entraram: Yago (5), Deryk (0), Nesbitt (2), Eddy (12) e Hubner (9). Técnico: Gustavo de Conti.

Globo Esporte