quarta-feira, 29 de novembro de 2017

Etapa Argentina encerracom chave de ouro o maior circuito de meia maratona da América Latina

(Foto: Reprodução)


No último domingo, dia 26, a ASICS, líder global em running performance, encerrou com chave de ouro o circuito de meia maratona ASICS Golden Run, que em 2017 estreou com etapas no Chile, Peru e Argentina, sagrando-se o maior circuito de meia maratona da América Latina.

A expansão do circuito para o mercado latino-americano faz parte da estratégia de crescimento da companhia que, também este ano, inaugurou operações proprietárias nas três praças. "A ASICS Golden Run é muito importante para nós como experiência de marca. É uma prova que leva toda a qualidade e performance intrínsecas à ASICS, numa experiência de ponta a ponta diretamente para quem mais importa: o consumidor" explica o diretor de marketing da ASICS Latam, Mauricio Busin.

As etapas internacionais tiveram início no dia 10 de setembro, no Chile com mais de 2500 pessoas nas ruas de Santiago, para correr percursos de 10k e 21k. Nem mesmo a chuva incessante e o frio desestimularam os corredores chilenos que tiveram como vencedores Daniel Mendez (1'06''56) e Clara Morales (1'22''29) no percurso de meia maratona, e Carlos Diaz (30''30) e Stephanie Paradis (36''15) para o percurso de 10k.

No dia 05 de novembro, foi a vez de Lima, no Peru, receber a prova, também com os percursos de 10k e 21k, e levar cerca de 3000 corredores ao Pentagonito de San Borja em busca do ouro. Com muitos elogios à organização, foi do interior do país que saíram os quatro vencedores, sendo John Cusí Huamán, de Cuzco, e Rocío Cantará, de Huancayo, os vencedores da meia maratona, junto com Jaime Caldua Palma, de Huaraz e Sheyla Eulogio Páucar, também de Huancayo, vencedores dos 10k.

Para encerrar as etapas internacionais e também o circuito, a ASICS Golden Run desembarcou em Buenos Aires, no último domingo (26) e levou cerca de 5 mil corredores para as ruas de Vicente López. Com céu limpo e temperaturas mais quentes, a estrutura e os pontos de hidratação foram fundamentais para o campeão Luis Molina, consagrado atleta olímpico argentino que fechou os 21k com o tempo de 1'06''54. Já entre as mulheres, Fedra Luna Sambrán fechou a meia maratona com 1'20''40. Nos 10k a vitória ficou a cargo de Luciano Pared (34''45) e Carolina Telias (47''59).

Além das três novas praças, o circuito passou ainda por cinco capitais brasileiras (Salvador, São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Brasília). Para 2018 o circuito segue crescendo e chega à Bogotá, na Colômbia e deve abrir as inscrições internacionais em breve. Para as praças brasileiras é possível reservar inscrições pelo site http://www.asicsgoldenrun.com/21k2018