sexta-feira, 8 de julho de 2016

Derrota do Boca Juniors na Libertadores pode deixar Atlético-MG sem reforço

(Foto: Reprodução)


Apesar da eliminação do Atlético-MG nas quartas de final da Copa Libertadores 2016, a diretoria do clube acompanha com atenção a fase semifinal. Especificamente o confronto entre Independiente Del Valle, do Equador, e Boca Juniors, da Argentina. Como tem um acerto encaminhado com o zagueiro Arturo Mina, de 25 anos, o Atlético depende da eliminação do Del Valle para contar com o defensor ainda neste Campeonato Brasileiro.

Mas o clube mineiro depende do resultado da semifinal da Libertadores para fechar a transação com o Del Valle. Como a janela para inscrição de jogadores que atuam foram do Brasil se encerra no próximo dia 19, a classificação da equipe equatoriana à decisão do torneio continental encerraria qualquer possibilidade de Mina defender o Atlético em 2016. E não faltou esforço ao clube mineiro, que inclusive aumentou a proposta financeira ao Del Valle para que o zagueiro sequer disputasse a fase semifinal. Tentativa sem sucesso.

E o Atlético não tem um plano B, caso a contratação de Mina fracasse. No último mês o técnico Marcelo Oliveira ganhou mais dois jogadores para o setor. Ronaldo foi contratado e já estreou pelo Atlético, na vitória por 5 a 3 sobre o Botafogo. Além de Jesiel, revelado pelo clube mineiro e que estava emprestado ao Bragantino. O atleta de 22 foi chamado de volta após a negociação com Felipe Macedo não ser concretizada.

Ao todo, Marcelo Oliveira tem sete zagueiros no elenco. Além dos dois jogadores já citados, o treinador atleticano conta ainda com Leonardo Silva e Erazo, a dupla titular, além dos suplentes Edcarlos, Gabriel e Tiago.

Para contar com Mina ainda em 2016, o Atlético torce para que o Boca Juniors supere o Independiente Del Valle, na quinta-feira, em Buenos Aires. Na primeira partida, disputada no Equador, nessa quinta-feira, a equipe local venceu por 2 a 1, de virada. Pablo Pérez anotou para os argentinos, ainda no primeiro tempo, mas Bryan Cabezas e José Ângulo marcaram na etapa final para o Del Valle.

Com o resultado do jogo de ida, o Boca precisa de uma vitória por 1 a 0 para avançar à final. Já os equatorianos jogam por qualquer empate e até mesmo podem perder, desde que seja por um gol de diferença e marquem dois ou mais gols na casa do adversário. Pretendido pelo Atlético, Mina atuou os 90 minutos e teve a missão de marcar Carlos Tévez. De acordo com o site da Conmebol, Mina fez três desarmes, cometeu duas faltas e finalizou duas vezes contra o Boca Juniors.

UOL Esporte