quarta-feira, 27 de julho de 2016

Vôlei, esgrima e triatlo liberam atletas russos para a Rio-2016

(Foto: Fabrice Coffrini/AFP)


As federações de vôlei, esgrima e triatlo confirmaram nesta quarta-feira que os atletas russos qualificados para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro em seus respectivos esportes estão librados para competir.

O anúncio é consequência da determinação do Comitê Olímpico Internacional (COI) para que cada federação decidisse quem estava apto a competir diante do escândalo de doping que provocou o banimento da equipe de atletismo do país na Olimpíada.

A decisão no vôlei vale tanto para a disputa nas quadras como nas areias do Rio de Janeiro.

Na esgrima, a liberação favorece os 16 titulares e os quatro reservas que formarão a forte equipe. O país conquistou três medalhas no esporte em Londres-2012: duas de prata e uma de bronze.

"O FIE (federação de esgrima) reexaminou os resultados de 197 testes realizados pelos atletas russos em 35 países, incluindo a Rússia, entre 2014 e 2016. Eles foram todos negativos", disse.

"De acordo com o pedido do Conselho Executivo do COI, o FIE estabeleceu um conjunto de esgrimistas russos elegíveis para os Jogos Olímpicos do Rio: todos os 16 esgrimistas que se qualificaram para os Jogos, mais os quatro atletas reservas", disse.

Os seis atletas classificados de triatlo também foram liberados. São eles: Alexander Bryukhankov, Dmitry Polyanski e Igor Polyanski no evento masculino; e Anastasia Abrosimova, Alexandra Razarenova e Mariya Shorets no feminino.

"Nenhum dos seis triatletas russos classificados para a Olimpíada de 2016 recebeu suspensões ou teve testes de doping que falharam. Além disso, eles foram todos testados fora da Rússia. Portanto, a ITU (federação de triatlo) irá recomendar ao COI que esses seis atletas sejam autorizados a competir no Rio no próximo mês", disse o comunicado.

Até o momento, 105 atletas russos foram banidos dos Jogos Olímpicos, a grande maioria do atletismo. Outras federações internacionais, como de esportes aquáticos, canoagem, remo, vela e pentatlo moderno, também confirmaram a exclusão de atletas russos.

UOL Esporte