sexta-feira, 5 de agosto de 2016

Negocio é concretizado e Milan é vendido para chineses por R$ 2,6 bi

(Foto: AP)

Por Redação Blog do Esporte


O italiano Silvio Berlusconi confirmou nesta sexta-feira (5) a negociação de venda do Milan para um grupo chinês. A Fininvest, grupo do empresário, confirmou a venda do clube em comunicado nesta sexta, em uma negociação de € 740 milhões (R$ 2,6 bilhões).

O acordo foi firmado após algumas exigências de Berlusconi nas últimas semanas – o negócio já havia sido assinado pelo CEO do Fininvest, Danilo Pellegrino, e Han Li, representante chinês.

Segundo a nota divulgada pelo grupo de Berlusconi, os novos donos são obrigados a assumirem uma dívida de € 220 milhões (R$ 773 milhões), além de investirem em torno de € 350 milhões (R$ 1,2 bilhão) para auxiliar na estrutura financeira do Milan. Uma quantia de € 100 milhões (R$ 351 milhões) já seria injetada de imediato.

No mês passado, Berlusconi disse que entregaria o Milan “para quem é capaz de recuperar”. O italiano adquiriu a equipe de Milão em fevereiro de 1986, após um jejum de títulos no campeonato nacional e duas quedas para a segunda divisão. O empresário deixa a presidência do Milan após 30 anos.