domingo, 7 de agosto de 2016

União Internacional de Ciclismo buscará "doping tecnológico" na Rio 2016

(Foto: AFP / Belga / YORICK JANSENS)


A União Internacional de Ciclismo (UCI) buscará motores nas bicicletas das provas de estrada e contrarrelógio dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, cuja cerimônia de abertura acontecerá na próxima sexta-feira (5).

A UCI instalará câmaras térmicas e software de computador na procura por esse tipo de motores, que podem ser escondidos no interior da parte oca do quadro.

"Vamos continuar colocando as bicicletas a toda prova, incluindo nos Jogos Olímpicos do Rio", confirmou nesta terça-feira o presidente da UCI, o britânico Brian Cookson.

Os aparelhos que investigam o chamado "doping tecnológico" utilizam sensores que podem captar sinais magnéticos e o calor emitidos por motores pequenos que dão aos corredores um impulso adicional, mas proibido. Também devem ser usados raios X ou mesmo uma inspeção física.

Em janeiro deste ano, a belga Femke van den Driessche foi flagrada utilizando um motor em uma prova do campeonato mundial de cyclocross e foi suspensa por seis anos, na primeira punição deste tipo em toda a história do ciclismo.

 UOL Esporte