quinta-feira, 11 de agosto de 2016

Zebra verde e amarela: Teliana e Melo batem favoritos nas duplas mistas

(Foto: Cristiano Andujar/CBT)


Depois da eliminação de Bruno Soares e Marcelo Melo na última terça-feira, o torcedor de tênis ficou descrente. Thomaz Bellucci tinha um duelo dificílimo contra David Goffin, e Teliana Pereira e Marcelo Melo jogariam contra os favoritos nas duplas mistas. Mas, veio a quinta-feira e a torcida mostrou que, com a força da arquibancada, não tem muito essa de favoritismo na Rio 2016. Mais cedo, o paulista venceu o belga, número 13 do mundo. E, provocando a grande surpresa da noite, a dupla mista do Brasil passou pelos franceses Caroline Garcia e Nicolás Mahut, nada menos que os cabeças de chave número 1 do torneio, por 2 sets a 0, parciais de 7/6 (7-4) e 7/6(7-1) em 1h56 de jogo.

De fato, Teliana e Marcelo tinham muito menos favoritismo no confronto. A primeira pouco joga duplas, apenas algumas vezes na Fed Cup. Marcelo já foi número 1 do mundo, mas não atua em chaves de mistas nos Grand Slams. Assim, pode-se dizer, era uma experiência inédita para os brasileiros. Do outro lado, os franceses formavam uma parceria fortíssima. Mahut é o atual líder do ranking mundial masculino, enquanto Garcia é a terceira melhor colocada no feminino. Para completar, Caroline e Teliana tinham se enfrentado na estreia da chave de simples, com vitória da rival francesa.

- Estou muito feliz, o jogo foi incrível. Foi uma oportunidade maravilhosa jogar com o Marcelo, uma honra. Minha primeira experiência em dupla mista, então, acho que a gente mandou bem. A semana está sendo incrível - disse uma sorridente Teliana na zona mista.

Os brasileiros não treinaram juntos. Além da conversa, ensaiaram algumas jogadas no aquecimento, antes do confronto.

- Um treino só resolveu. A sintonia é fina (risos). Teve o aquecimento, na verdade. A gente conversou bastante. Pensamos algumas jogadas. Passei um pouco a Teliana de como é a dupla mistas. A diferença, na mista, é a mulher (risos). Na verdade, todo mundo sabe. O homem procura mais a mulher. É o que acontece - contou Marcelo.

O jogo
O primeiro set foi de muito equilíbrio. Sem quebras, as duplas mantiveram o serviço com relativa facilidade. Cada uma teve dois break points, não aproveitados. Marcelo e Mahut jogaram mais perto da rede, deixando o fundo de quadra a Garcia e Teliana. A brasileira, aliás, deu um lindo lob na adversária, que levantou o público. No tie-break, o Brasil conseguiu no começo dois mini breaks. Coube a Teliana, na rede, fazer o ponto da vitória: 7-4.

Os brasileiros ganharam moral e, com uma quebra logo no início, abriram vantagem na segunda parcial com 3/1. Porém, os franceses começaram a incomodar. Tiveram chances de quebra, e Marcelo e Teliana seguiam ali, firmes, salvando as oportunidades e confirmando os serviços. A torcida já se animava para comemorar a vitória. Com 5/4, Melo foi para o saque. Porém, veio a surpresa. Depois de seguidos erros da dupla da casa, Garcia e Mahut enfim conseguiram a quebra e viraram o jogo na sequência. Sem se deixar abater, Teliana sacou bem e a decisão novamente foi ao tie-break. E não teve jeito para os franceses. A torcida empurrou e os brasileiros venceram com ampla vantagem, 7-1 no ponto de Teliana, que deu um salto de alegria.

(Foto: Cristiano Andujar/CBT)

Globo Esporte