quarta-feira, 29 de junho de 2016

Juíza brasileira recebe advertência por 'ajuda' a ginastas do país no Mundial de 2015

(Foto: RICARDO BUFOLIN)


A juíza brasileira Valeria Lakerbai recebeu uma advertência da Federação Internacional de Ginástica (FIG) por ter favorecido ginastas do país em seu julgamento no Mundial de Glasgow, em 2015.

Segundo a FIG, a julgadora brasileira pontuou de forma incorreta dois compatriotas, que não tiveram o nome divulgado, nas fases de classificação da disputa na Escócia, em outubro de 2015.

A FIG analisou cinco juízes que atribuíram notas naquele Mundial, que era classificatório para os Jogos Olímpicos do Rio 2016, mas apenas Lakerbai e o chileno Rodrigo Alberto Lagos, pelo mesmo motivo, foram sancionados - os casos dos outros três árbitros foram fechados.

Em seu comunicado, a FIG ressalta que considera que "a grande maioria dos juízes mostraram um alto nível de excelência" em seu trabalho, e que Lakerbai e Lagos não recorreram da decisão.

Na classificação do Mundial de 2015, a equipe brasileira feminina acabou na nona colocação e fora da final, enquanto o time masculino foi sétimo e avançou para a decisão - terminou no oitavo lugar.

Individualmente, o melhor resultado brasileiro na classificação foi de Lorrane Oliveira, 11ª colocada no feminino, e, no masculino, de Arthur Mariano, também 11º.

ESPN